Portal Revista Opinião

Vereadora Teresa Britto diz que PV não vai se vender por cargos no Governo Estadual

Matéria publicada em, 14 de fevereiro de 2014

A vereadora Teresa Britto (PV), que é pré-candidata a deputada estadual, afirmou que sua sigla não irá fechar aliança em troca de cargos no Governo do Piauí. A declarações foram concedidas em entrevista no Jornal do Piauí desta sexta-feira (14).

teresa britto

“É prego batido e ponta virada: nós não ocupamos cargos com vistas as eleições de 2014. Eu respeito quem aceitou, quem possa aceitar, mas no nosso pensamento ideológico, é algo que a população não aceita. É como se a gente estivesse se vendendo”, disse a vereadora, afirmando que sua sigla não irá “barganhar” cargos públicos.

Recentemente, o grupo de partidos intitulado G12 se viu em meio a uma polêmica com a saída do PTC, que agora é representado no poder Executivo com a presidência da Fundação Cultural do Piauí (Fundac).

Teresa Britto afirmou que o PV está discutindo com o G12 uma aliança no nível proporcional. “Quem tem tempo não tem pressa. Estamos ouvindo a base, ouvindo a população e também conversando com o grupo que compõe o G12. A aliança deve ser programática. Quem tem o melhor programa de governo, quem pode absorver melhor o programa e quem realmente tem condições de administrar bem o Piauí”, acrescentou.

Teresa Britto não confirmou as especulações de que seria candidata a vice em uma chapa ao Governo do Estado encabeçada pelo senador Wellington Dias (PT). “Essa questão de vice nós não estamos discutindo. Estamos debatendo uma aliança proporcional”, afirmou, frisando que a decisão será coletiva.

A vereadora informou ainda que o nome do médico sanitarista Eduardo Jorge, ex-secretário de Saúde da cidade de São Paulo, será o pré-candidato do PV para a Presidência da República.

Da Redação


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO