Portal Revista Opinião

TRE cassa o 54º prefeito no Piauí

Matéria publicada em, 14 de novembro de 2011

O Tribunal Regional Eleitoral do Piauí (TRE) cassou dois prefeitos durante sessão nesta segunda-feira (14): Joedson Alves Rodrigues, de Landri Sales, e João da Cruz Rosal da Luz, de Palmeira do Piauí. Ambos os gestores são do PTB.

Plenário do TRE/PI

Com essas duas novas cassações o Piauí alcança o patamar de 54 prefeitos eleitos no pleito de 2008 e cassados até o mês de novembro de 2011 no Estado. O TRE vota ainda na tarde de hoje processo contra o prefeito de Luís Correia, Francisco Araújo Galeno, o Kim do Caranguejo (PMDB).

Joedson Alves foi acusado de abuso de poder econômico, conduta vedada a gestor público e compra de votos. O prefeito foi cassado com unanimidade dos votos do pleno. A decisão também se estendeu a vice da chapa, Nelson Pinheiro da Luz.

O prefeito de Landri Sales também foi responsabilizado por sua mãe, a prefeita da cidade de Marco Parente, Juraci Guimarães, que patrocinou uma festa de carnaval fora de época (Jacú Folia) com dinheiro público.

De acordo com a assessoria de comunicação do TRE, a prefeita Juraci teria oferecido abadás da festa aos eleitores que votassem em Joedson. Juraci Guimarães também é acusada de realizar duas festas, incluindo uma festa do trabalhador, para beneficiar o filho.

Joedson Alves foi multado em R$ 30 mil e ficará inelegível por três anos. Essas penas não se aplicam ao vice-prefeito da chapa.

Já em Palmeira do Piauí, João da Cruz Rosal da Luz, e seu vice Salvador Pinheiro, foram cassados através de recurso contra expedição de diploma por compra de votos. A primeira dama de Palmeira do Piauí foi acusada de trocar vale gás por votos.

Contra o gestor também recai acusação de ter oferecido R$ 200 pelo voto do eleitor identificado como Josevan. A cassação foi definida por cinco votos a um.

O prefeito, entretanto, será mantido no cargo até que o Tribunal Superior Eleitoral se pronuncie sobre o caso.

Fonte: cidadeverde


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO