Portal Revista Opinião

Tragédia na final da fazenda Boa Esperança: jogador morre em campo

Matéria publicada em, 19 de junho de 2011

Na tarde deste sábado (18) durante a grande decisão do 18º grande torneio da fazenda Boa Esperança entre Sitricon e Lagoa Seca, aconteceu uma tragédia. O jogador Leonardo, de 18 anos de idade, teve um ataque cardíaco dentro de campo enquanto disputava a decisão pelo time da Lagoa Seca. O fato aconteceu por volta das 16h15min, quando eram jogados 27 minutos do primeiro tempo.

Leonardo (meio), antes do início do jogo

Numa jogada pela meia esquerda do ataque da Lagoa Seca, Leonardo deu um “Pique” em direção a bola, que não alcançou e saiu pela linha de lado, e em seguida caiu desmaiado em campo de jogo. Seus companheiros perceberam o fato e correram em sua direção para ajudá-lo. Percebendo a gravidade do problema, os narradores do jogo passaram a clamar por alguém médico que se encontrasse no público e pudesse ajudar. Nesse momento dois médicos compareceram para ajudar. Transcorreram-se mais ou menos uns sete minutos com o jogador desmaiado em campo e os médicos voluntários tentando reanima-lo.

Após algumas tentativas, os médicos conseguiram reanimá-lo. O jogador acordou e saiu carregado em direção a um carro de um voluntário, que após muito clamor dos narradores do jogo, se prontificou para socorrê-lo. Leonardo foi colocado no veículo que saiu em disparada em direção ao hospital Nossa Senhora do Livramento. Dentro do veículo o proprietário do veículo a vítima e o médico Francisco Holanda, que se encontrava prestigiando o evento e prestou os primeiros socorros ao jogador.

Na altura da ponte do maracujá o jogador sofreu a segunda parada cardíaca. Após alguns minutos de exercícios de ressuscitação, o médico conseguiu reanimar o atleta, que seguiu agonizante até a entrada da cidade. Já no Bairro Deus Me Deu, Leonardo sofreu a terceira parada cardíaca e o médico Holanda, que seguia com ele no veículo, permaneceu tentando reanima-lo, mas, dessa vez, não obteve êxito e ao chegar ao Hospital Nossa senhora do Livramento já chegou sem vida.

Enquanto isso, o clima no estádio Lirão era tenso e angustiante. Todos rezavam e torciam pela recuperação de Leonardo. O jogo permanecia parado. E após dez minutos da saída do jogador em direção ao hospital chegou a notícia que todos não esperavam: “o jovem jogador Leonardo, de 18 anos de idade, estudante do primeiro ano do ensino médio na escola Antônio Freitas, não resistiu e veio a óbito”. Nesse instante o desespero foi total entre parentes, amigos e jogadores. Seu irmão mais velho, Chiquinho da Vila Regino, que também disputava a partida pela Lagoa Seca, desmaiou. O mesmo aconteceu com a mãe dos dois jovens atletas. O sistema de som e transmissão ficou mudo, e o público atônito, sem acreditar no que havia acontecido, permanecia abismado, sem querer acreditar.

Sem nenhuma comunicação da organização do evento, o jogo acabou paralisado e suspenso, já a festa, animada ao som de Sirano e Sirino, permaneceu com sua programação normal, sem consideração alguma e respeito pelos atletas da Lagoa Seca e principalmente pela família ilutada.

O velório do jogador acontecerá na cidade de Campo Maior, terra natal da família de Leonardo. Um ônibus, fretado pela organização do torneio do qual participava o jogador Leonardo, saiu esta manhã (19) da frente da escola Antonio Freitas, onde o jogador estudava, em direção àquela cidade, para que os amigos pudessem prestar uma última homenagem a Léo.

Da Redação

Veja mais fotos:

 

Jogador Leonardo no Hospital N. S. do Livramento e seu irmão, Chiquinho, chorando muito

Leonardo

Pais de Leonardo

Fotos: revistaopiniao.com


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO