Portal Revista Opinião

SINTE-PI faz reunião com alunos em José de Freitas para falar sobre a greve na educação

Matéria publicada em, 27 de março de 2012

Na tarde desta segunda-feira (26/03), representantes do SINTE estadual e local estiveram reunidos com alunos e professores na Unidade Escolar Gov. Pedro Freitas, popular 2º Grau, em José de Freitas-PI, para passar orientações sobre os motivos da greve na educação que completa hoje 30 dias no Piauí.

Representantes do Sinte estadual e local

 

A reunião, que contou com a presença de alguns pais de alunos, teve como objetivo principal esclarecer para a comunidade escolar a necessidade do movimento sindical, e pedir o apoio e a compreensão de todos para o fortalecimento das lutas da categoria diante do governo estadual.

Professores Jéferson e Soares, de Teresina

 

O professor Jeferson, secretário de assuntos sindicais do SINTE estadual, disse que “as reivindicações feitas ao governo não são apenas em relação a salário, mas são várias as reclamações, entre elas a estruturação das escolas”.

Estiveram presentes a professora Ana Maria, do setor jurídico do sindicato, a professora França, também da direção estadual do SINTE, e os professores Soares e Walisson, da base sindical.

Professores Josué Cruz e Pedro Paulo, de José de Freitas

 

Para o professor Pedro Paulo, de José de Freitas, os alunos estão compreendendo o movimento, pois estão vindo à escola, conscientes de que os professores, que também se fazem presentes à escola, estão numa luta legítima e justa.

“Nossa luta é por justiça e não por salário. Se há uma lei, que ela seja cumprida pelo governo”, concluiu o professor Josué Cruz, do quadro efetivo de José de Freitas.

Estudantes ficaram atentos durante a reunião

 

A reunião foi promovida pela presidente do núcleo local de José de Freias, Carmen Solange, para tentar conscientizar os estudantes e a comunidade escolar sobre os reais motivos da greve, e pedir o apoio de todos. Segundo Carmem Solange, nesta quarta-feira (28) o sindicato fará mais uma assembleia geral em Teresina, às 8h da manhã para avaliar o movimento e tentar negociar com o governo, e espera um acordo entre governo e a categoria, para que a greve acabe e os professores voltem às salas de aulas. Ela enfatiza ainda que todos, pais, alunos e principalmente, os professores estão convidados a participar deste ato, e que estará disponibilizando transporte de ida e volta para aqueles que desejarem ir à manifestação.

Da Redação


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO