Portal Revista Opinião

Seca extrema assola grande parte do Piauí, de acordo com SEMAR

Matéria publicada em, 22 de setembro de 2015

A maior parte do território piauiense está sofrendo com a “seca extrema”, é o que mostra o Monitor de Secas do Nordeste do Brasil, documento elaborado por diversos órgãos ligados ao meio ambiente e meteorologia.

Maior parte do Piauí sofre com a estiagem, diz documento do Monitor de Secas (Foto: Patrícia Andrade/G1)

Maior parte do Piauí sofre com a estiagem, diz documento do Monitor de Secas (Foto: Patrícia Andrade/G1)

“Assim como no estado do Maranhão, a expansão e agravamento na intensidade da seca no Estado do Piauí se deram, principalmente, na redução no volume das chuvas nos últimos meses, bem como, a elevação nas temperaturas e, consequentemente, nas taxas de evapotranspiração (perda de água do solo por evaporação)”, diz trecho do texto.

O Monitor de Secas tem como objetivo integrar o conhecimento técnico e científico já existente em diferentes instituições estaduais e federais para alcançar um entendimento comum sobre as condições de seca, como: sua severidade, a evolução espacial e no tempo, e seus impactos sobre os diferentes setores envolvidos. A Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado do Piauí (Semar) faz parte do grupo.

“No estado do Piauí, em agosto de 2015, o grau de severidade da seca varia de intensidade grave (S2) a excepcional (S4), também com impacto de curto e longo prazo. Quando comparado com o mês anterior (julho), verifica-se uma expansão na área S2 (no sul do Estado) e, para oeste norte da área S3 (seca extrema)”,  afirma trecho do documento.

Gráfico mostra gravidade da seca no Nordeste e no Piauí (Foto: Reprodução)

Gráfico mostra gravidade da seca no Nordeste e no Piauí (Foto: Reprodução)

Temperatura

Nessa segunda-feira (22), o serviço de meteorologia da Semar infomou que o piauiense vai enfrentar temperaturas muito altas até o fim da semana. Cidades como Cristalândia e Corrente, a 900 km de Teresina, poderão ter calor de até 40° C, com sensação térmica de até dez graus a mais e umidade relativa do ar abaixo de 20%. Em Teresina, os termômetros batem os 39º C.

Efeitos da Seca

O secretário de Defesa Civil, Hélio Isaías, disse ao G1 que das 152 cidades do Piauí em estado de emergência por conta da estiagem, 82 são abastecidas com carros-pipa. Com o estabelecimento do período mais quente e seco do ano, o B.R.O Bró, a tendência é que mais municípios tenham dificuldades com o abastecimento de água para humanos.

Mais 20 prefeituras solicitaram reconhecimento de estado de calamidade pública por conta da estiagem, com isso o número de cidades atingidas pela seca deve chegar a 172. “A tendência é que os reservatórios fiquem ainda mais secos e que mais famílias precisem do carro-pipa. Na próxima semana, mais 33 cidades passarão a ser abastecidas com essa ferramenta. Além disso, mais municípios terão se estado de emergência reconhecido”, disse.

Fonte: G1


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO