Portal Revista Opinião

Quadrilha faz família refém em José de Freitas e rouba 50 mil reais em joias e dinheiro em espécie

Matéria publicada em, 10 de outubro de 2019

Uma quadrilha composta por pelo menos quatro indivíduos, todos armados com arma de fogo, sendo que um deles vestido no fardamento da Sucam, promoveu momentos de terror durante um assalto realizado no início da tarde desta quarta-feira, (9), na residência da vendedora de joias, Natania Elda Alves de Souza Santana, 49 anos, localizada na Avenida de Fátima, em José de Freitas, e na oportunidade a família inteira foi feita refém e do local foi levado joias, dinheiro e outros pertences.

Natania Elda, (foto abaixo) que trabalha com vendas de joias, informou para o portal Revista Opinião, que estava em casa acompanhada do seu pai, Sr. José de Moura Santana, 49 anos, e com as filhas Natália Suellem, 26 anos, Nataele de Sousa Santana, 19 anos de idade, além de duas crianças, quando foram surpreendidos com os bandidos com arma em punho dentro da residência, anunciando o assalto e rendendo toda família.

A jovem Natália Sullem, (foto abaixo) relatou que estava no sofá quando um dos bandidos com roupa da Sucam, órgão da Fundação Nacional de Saúde de combate a edemias, pulou o muro e colocou um revólver na sua cabeça, em seguida trancou todos em um quarto da casa, logo após fizeram um verdadeiro arrastão no interior da moradia. Os quatros homens estavam com o rosto limpo e a todo momento pediam dinheiro e faziam ameaças de morte, dentre os reféns estavam duas crianças de 2 e 3 anos de idade, falou Natália.

Após alguns minutos revirando toda a residência, os bandidos deixaram o local levando um pano com joias ouro 18 Kilates, no valor de R$ 41 mil reais, dois aparelhos celulares, dois relógios, um óculos ray-ban e R$ 3. 700, 00 (três mil e setecentos reis) em espécie, gerando um prejuízo de 5o mil reais, deixando um dos quartos totalmente revirada.

Os moradores da residência foram trancados em um dos cômodos do imóvel, sendo liberados algum tempo depois dos bandidos deixarem o local, por um vizinho que ouviu os gritos de pedido de socorro e abriu a porta para a sida da família.

Duas guarnições da polícia militar do 16° BPM estiveram no local colhendo informações, em seguida realizaram várias buscas na cidade e zona rural de José de Freitas, porém nenhum acusado foi localizado. A polícia acredita em parada dada.

Por Chagas Silva-Repórter


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO