Portal Revista Opinião

Preso tenta fugir vestido de mulher da Casa de Custódia em Teresina

Matéria publicada em, 26 de julho de 2013

O detento José Anderson Nascimento, condenado a 40 anos de prisão pela prática de assalto a banco, tentou fugir vestido de mulher de dentro da Casa de Custódia em Teresina nessa quinta-feira (25). Segundo o diretor da penitenciária, capitão Dênio Marinho, ele trajava peruca e uma calça.

Detento tenta fugir vestido de mulher

Detento tenta fugir vestido de mulher

Dênio Marinho conta que preso aproveitou o horário de visitas no pavilhão C do presídio para fugir do local. “Ele se misturou aos visitantes no momento da saída e quando estava no corredor, os agentes penitenciários perceberam algo estranho e barraram o fugitivo. A ação dele pareceu com uma cena de novela”, revela.

O diretor disse ainda que uma investigação será realizada para saber como a peruca e o vestido entraram na Casa de Custódia. Ele acrescentou que o preso será punido durante 30 dias.

“Ele ficará sem direito ao banho de sol, visita íntima e visita familiar. José Anderson tentou outras vezes fugir da penitenciária, mas nunca obteve sucesso em suas investidas “, disse

José Anderson Nascimento está detido na Casa de Custódia desde de 2011 quando participou do assalto ao Banco do Brasil de Luzilândia, cidade localizada a 234 quilômetros de Teresina. Durante a ação criminosa, o gerente do banco Humberto Rodrigues foi morto e por conta disso, o assaltante também responde pelo crime de latrocínio.

Nessa semana, na cidade de Floriano, a 244 quilômetros de Teresina, uma mulher precisou ser resgatada depois de ficar presa em uma janela quando tentava fugir do 2º Distrito Policial do município. Iara Pereira da Cruz foi detida após roubar uma residência no fim de semana.

A polícia relatou que a mulher pensou que poderia fugir pelo basculante por ser magra, mas calculou mal o tamanho e precisou da ajuda de outros agentes para sair do local. Após ser resgatada, a Iara Pereira foi liberada porque a vítima preferiu não registrar boletim de ocorrência.

Fonte: G1


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO