Prefeito e ex-prefeitos são denunciados por atraso salarial

Matéria publicada em, 21 de fevereiro de 2018

O atual prefeito de Porto, Dó Barcelar, e o ex-prefeito da cidade, Francisco Geronço, foram denunciados ao Tribunal de Contas do Piauí por atrasar salários de servidores. De acordo com a denúncia, “o pagamento do mês de dezembro/2016 dos professores da rede municipal de ensino foi efetuado pela ex-gestão por ordem alfabética até a letra “F”, ficando desta forma, os demais professores não pagos”.

Segundo apurou o site Revista Opinião a análise técnica do TCE-PI revelou que Francisco Geronço, eleito para o mandato de 2013 a 2016, está inadimplente junto ao Tribunal, uma vez que não prestou contas dos meses de novembro e dezembro. Essa inadimplência impossibilita que algumas informações sejam analisadas, como por exemplo, as despesas do exercício de 2016.

Já o atual prefeito Dó Barcelar, alega que o pagamento não foi feito, porque o gestor anterior não deixou dinheiro “em caixa”, o Tribunal analisou a documentação enviada em janeiro de 2017 a Diretoria de Fiscalização da Administração Municipal (DFAM) e detectou que havia saldo financeiro nos valores de R$ 17.881,46 e R$ 765.853,95 nas Aplicações Financeiras, destacando que a conta do FUNDEB possuia saldo de R$ 120.239,67 em 30 de dezembro de 2016.

Prefeito e ex-prefeito foram citados pelo TCE para apresentação de defesa, mas somente o atual prefeito se manifestou.

O relator do caso, conselheiro Jackson Veras, votou pela procedência da denúncia em consonância com o parecer do Ministério Público de Contas.

Fonte: Longah


Revista Opinião