Portal Revista Opinião

Pragmático, Palmeiras vence o Santo André e avança às quartas na Copa do Brasil

Matéria publicada em, 21 de abril de 2011

Sem apresentar um grande futebol, mas também sem perder o controle da situação em nenhum momento, o Palmeiras venceu o Santo André por 1 a 0 nesta quinta-feira (21), no Pacaembu, e se classificou para as quartas de final da Copa do Brasil.

 

Kléber em jogada disputada

O adversário sairá apenas na próxima quarta-feira (27), mas tem tudo para ser o Coritiba, que venceu o Caxias por 4 a 0 no jogo de ida e pode perder por até três gols no jogo de volta, em Caxias do Sul (RS).

Mesmo com a vantagem de poder até perder por 1 a 0, o Palmeiras tomou a iniciativa do jogo e passou a maior parte do tempo com a bola. No entanto, sem inspiração no meio e diante de uma marcação pesada (às vezes violenta), o time criou poucos lances de perigo e não obrigou o goleiro Neneca a nenhuma defesa complicada.

As principais ameaças de ataque do Palmeiras na primeira etapa saíram em cruzamentos, com os laterais Cicinho e Rivaldo, mas não foram aproveitadas pelos atacantes. O Santo André, por sua vez, apostava apenas nos contra-ataques, mas não teve sucesso em nenhuma tentativa.

No segundo tempo, precisando do resultado, o Santo André se abriu mais e logo aos 3min obrigou Deola a uma grande defesa, em cabeça de Célio Codó. O Palmeiras rebateu com chutes de fora da área, de Kleber e Márcio Araújo, todos sem direção.

A melhor chance do Palmeiras saiu aos 16min: após jogada pela esquerda, Tinga chutou mascado e Valdivia, na pequena área, cabeceou por cima. A resposta da torcida veio com gritos de “Wellington! Wellington!”, em referência ao recém-contratado Wellington Paulista, que se aquecia atrás do gol.

Felipão, no entanto, preferiu colocar primeiro o volante João Vitor no lugar de Cicinho, para melhorar a marcação e se preparar para uma eventual pressão do Santo André nos minutos finais. Depois, quando chamou Wellington, para delírio da torcida, Marcos Assunção cobrou escanteio e Danilo só desviou, abrindo o placar.

O Palmeiras então se soltou e só não ampliou o placar aos 40min porque Kleber perdeu seu terceiro pênalti no confronto – ele foi derrubado por Rithely e cobrou no travessão – na primeira partida, havia desperdiçado duas cobranças. Mas nem isso acabou com a alegria do palmeirense na ensolada tarde de quinta-feira – e o Gladiador ainda recebeu o apoio da torcida aos gritos de “Olê, Kleber”.

FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 x 0 SANTO ANDRÉ

Local: Estádio do Pacaembu
Data: 21 de abril de 2011, quinta-feira
Renda: R$ 985.018,00
Público: 34.716
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Carlos Nogueira Junior e Anderson Moraes Coelho (ambos SP)
Cartões amarelos: Alex Silva, Mario Jara, Neneca e João Paulo (Santo André); Valdívia, Thiago Heleno e Luan (Palmeiras)
Cartão vermelho: Anderson (Santo André)
Gols: PALMEIRAS: Danilo, aos 32 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Deola; Cicinho (João Vitor), Thiago Heleno (Leandro Amaro), Danilo e Rivaldo; Marcos Assunção, Márcio Araújo, Tinga (Wellington Paulista) e Valdívia; Kleber e Luan
Técnico: Luiz Felipe Scolari

SANTO ANDRÉ: Neneca; Anderson, Sandoval e João Paulo; Alex, Magno, Márcio Jará (Chiquinho), Aloísio e Gilberto (Borebi); Célio Codó (Luciano Fonseca) e Rythely
Técnico: Sandro Gaúcho.

Fonte: R7

 


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO