Portal Revista Opinião

Preso em José de Freitas Policial Militar Pastor Evangélico acusado de ligação com o trafico de drogas

Matéria publicada em, 30 de novembro de 2019

Uma equipe da Força Tática do 8° BPM, comandada pelo Major Wilton, juntamente com o delegado Odilo Sena, do 21° DP, ambos localizados no Bairro Dirceu, zona Sudeste de Teresina, com o apoio de uma guarnição do RONE (Batalhão de Rondas Ostensivas de Natureza Especiais) e do 16° BPM de José de Freitas, prenderam por volta das 9h da manhã desta sexta-feira, (29) na localidade Graciosa, zona rural deste Município, o Cabo da polícia militar do Piauí, identificado por Gomes Silva, que também era pastor de uma igreja evangélica que funciona naquela comunidade.

De acordo com o delegado Odilo Sena, do 21º DP, A prisão do PM que é Pastor evangélico na zona rural de José de Freitas se deu por força de um mandado judicial em desfavor do militar, que segundo a polícia, estava sendo investigado na 7° Fase da “Operação Largitio”, que apurou envolvimento de dois policiais do 8° Batalhão com associação ao trafico de drogas, roubo e furto, praticados na área de atuação dos PMs quando estavam em serviços, e ainda favorecer traficantes com o vazamento de informações sigilosa da polícia. Foi preso o Cabo Francisco Vieira e Edivaldo Gomes da Silva, ambos do 8º DP.

Durante a operação na residência do militar na zona rural deste Município, os policiais que cumpriram o mandado de busca e apreensão reviraram todo o imóvel, em busca de drogas e outros produtos ilícitos, no local foi apreendido dinheiro, joias e outros pertences conseguidos de forma criminosa. O policial e líder evangélico recebeu voz de prisão e foi algemado e conduzido no camburão da polícia civil do Piauí, para a Central de Flagrantes.

Estrada que dar acesso a comunidade Graciosa zona rural de José de Freitas

De acordo com moradores da localidade Graciosa, o militar era conhecido na região como pastor Edivaldo, o mesmo dirigia naquela localidade, há cerca de três meses um templo da igreja Assembleia de Deus, onde conseguiu vários seguidores. Os irmãos que congregavam com o pastor, ficaram surpresos e espantados com a prisão do militar, tido como honesto e religioso. Os dois Cabos presos foram encaminhados para um presidio militar do Estado e poderão ser expulso da polícia.


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO