Policiais são presos com quadrilha suspeita de assalto que levou R$ 3 milhões

Matéria publicada em, 21 de novembro de 2013

Armas apreendidas com a quadrilha durante a operação da polícia do Piauí
Armas apreendidas com a quadrilha durante a operação da polícia do Piauí

A Polícia Civil em parceria com a Polícia Militar do Piauí realizou nesta quinta-feira (21) a Operação União para prender uma quadrilha especializada em assaltos. Segundo a polícia, o bando teria levado cerca de R$ 3 milhões em duas ações. Pelo menos sete pessoas foram presas e encaminhadas para a sede da Greco. De acordo com o delegado Menandro Pedro, entre os presos estão dois policiais militares. Os suspeitos são do estado do Pará, Pernambuco e do Piauí.

A ação é comandada pelo Grupo de Repressão ao Crime Organizado (Greco) e cumprirá  13 mandados de prisão e 12 de busca e apreensão na capital.

Segundo a investigação, que durou cinco meses, a quadrilha é especializada em roubar empresas, supermercados e carros fortes. O bando também é suspeito de realizar o maior furto qualificado do estado, onde foi levado mais de R$ 3 milhões de uma granja na Zona Sul de Teresina.

“Essa é uma quadrilha bem articulada e organizada que praticou vários assaltos na capital. Eles planejavam todas as ações antes de cometer os crimes”, disse o delegado Lucy Keiko.

Ainda conforme o delegado, alguns dos presos estavam com documentos falsos. A polícia também encontrou drogas, armas e dinheiro em um ponto de vendas de drogas flagrados pela operação.

Mulher é presa na operação acusada de participar da quadrilha
Mulher é presa na operação acusada de participar da quadrilha

Para realizar a operação foram mobilizados 90 homens da Polícia Civil e Militar. A Delegacia Geral confirmou a realização de uma entrevista coletiva ainda nesta quinta-feira, na sede da Academia de Polícia Civil do estado, onde serão prestadas todas as informações sobre a operação.

Fonte: G1


Revista Opinião