Portal Revista Opinião

Polícia desvenda morte de corretor queimado em José de Freitas, acusados já estão atrás das grades

Matéria publicada em, 14 de agosto de 2019

A polícia civil do Piauí, através da Delegacia de José de Freitas, 17º Distrito Policial, com o apoio da Gerência de Polícia Metropolitana em Teresina, deu cumprimento na manhã desta quarta-feira, 14/08/2019 a três mandados de prisão, em desfavor de criminosos acusados de assassinar o corretor de veículos Leonardo Lima Batista, que morava no Bairro Pedra Mole em Teresina, cujo corpo foi encontrado carbonizado dentro de um automóvel Siena, na zona rural de José de Freitas, no final da tarde do dia 30 de Janeiro deste.

Vítima Leonardo Lima Batista

Foram presos por força de mandados de prisão expedidos pela Justiça de José de Freitas, Raimundo Alexandre da Silva Neto, vulgo Neto, Francisco Lucas Chaves Ribeiro, Vulgo Lucas Branquinho, e Jeferson dos Santos Luz, vulgo Jefinho, segundo a polícia, todos envolvidos na morte do corretor.

Ainda de acordo com as investigações, a vítima teria sido morta com vários tiros dentro da residência de um dos acusados presos nesta manhã, localizado no Bairro Nossa do Carmo, zona urbana de José de Freitas, em seguida os criminosos levaram o corretor já sem vida para a localidade Riacho do Cipó, onde teriam ateado fogo no veículo Siena de cor branco, de placa NHW-5998-Demerval Lobão-PI, com o corpo da vitima dentro. O carro foi encontrado por populares que acionaram a polícia, dando inicio as investigações.

Os investigadores descobriram que o crime teve ligação com divida de tráfico de drogas, e foi praticado após a vítima comparecer a cidade de José de Freitas para cobrar dinheiro oriundo da venda de entorpecentes a Raimundo Alexandre, vulgo Neto, que teria se revoltado e juntamente com os comparsas teria matado e queimado o corpo do corretor.

Raimundo Alexandre da Silva Neto, vulgo Neto, foi preso na própria casa, no residencial Boa Esperança, Bairro Suco de Uva em José de Freitas, Francisco Lucas Chaves Ribeiro, Vulgo Lucas Branquinho, Jeferson dos Santos Luz, vulgo Jefinho, já se encontram presos no sistema prisional estadual em razão da prática de crime de roubo.

Presos Raimundo Alexandre- Vulgo Neto, Lucas Branquimho e Jefinho


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO