Portal Revista Opinião

Piauiense é escohida melhor corretora de redação do Brasil

Matéria publicada em, 23 de março de 2012

“É um trabalho cansativo. Este ano eu devo ter corrigido em torno de 2.500 provas, em um prazo de 28 dias. Mas quando recordo que dentre 3.500 pessoas fui escolhida a melhor corretora das redações do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), fico extremamente orgulhosa e todo o esforço é recompensado”, conta a professora Josélia de Sousa.

Piauiense é escolhida a melhor corretora de redação do país

 

Professora estadual de Língua Portuguesa, Josélia é também corretora das provas de redação do Enem desde 2006. Ela explica que o processo do Cespe é bastante rigoroso e que ao final do dia os corretores eram avaliados em uma média de 0 a 10 e colocados em uma escala de cor. “Tinha a vermelha, laranja, amarela e verde. Dos vinte e oito dias que corrigi as redações, fiquei apenas um dia com a média amarela (entre 7 e 8), mas em todos os outros fiquei com a média verde(entre 9 e 10)”, conta orgulhosa.

Em fevereiro o Centro de Seleção e de Promoção de Eventos (Cespe), órgão que integra a Fundação Universidade de Brasília, lançou um ranking com os 100 melhores corretores do Enem. “Eu fiquei com a média 9,4. Dentre 3.500 corretores, a melhor média foi a minha!”, revelou Josélia. Com a melhor média do Brasil, a professora foi parabenizada pelo Secretário da Educação, Átila Lira, que afirmou se sentir extremamente orgulhoso com o reconhecimento do trabalho da corretora e que o Piauí está revelando cada vez mais ao Brasil inteiro o potencial da educação do Estado.

A professora também fala da responsabilidade de corrigir as redações de alunos de outros Estados do Brasil, explicando que faz seu trabalho com muito rigor pois sabe que pode atrapalhar o sonho de um estudante. “A  nota da redação é essencial para a aprovação no vestibular, então executo meu trabalho com seriedade porque disso vai depender o futuro de muitos jovens”, finaliza.

Informações: ASCOM/Seduc


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO