Portal Revista Opinião

Piauí é o estado com o menor cadastro de doadores de órgãos no país

Matéria publicada em, 14 de setembro de 2015

O estado do Piauí está em último lugar em números de doadores de órgãos e tecidos cadastrados no banco de dados do Ministério da Saúde. Segundo o Ministério da Saúde a média nacional é de 14 doadores para cada grupo de um milhão de pessoas, já no estado são seis doadores para cada grupo de um milhão de pessoas.

4466809_x240

“Essa situação já foi pior, ainda bem que está melhorando. Mas é necessário que a população entenda que é preciso dizer a família que é um doador de órgão e que ela também pode fazer essa escolha”, lembra o médico Gilson Cantuário, vice coordenador da organização que procura doadores.

Setembro é o mês de incentivo a doações de órgãos e tecidos. Durante todo o mês diversas atividades de conscientização estão sendo realizadas no país. De acordo com a coordenadora da central de Transplantes do Piauí Maria de Lourdes Veras, cerca de três mil pessoas esperam para fazer um transplante no estado.” É uma cirurgia como qualquer outra. O doador falecido tem seu corpo entregue para a família todo reconstituído. E para os doadores em vida também não há diferença alguma das outras cirurgias”, afirma.

Existem várias formas de se declarar um doador de órgãos. Dizer aos familiares é a mais importante, porque a lei brasileira exige o consentimento da família para a retirada de órgãos e tecidos para transplante, ou seja, a doação no brasil é do tipo consentida. ”Desde pequeno que eu sempre tive vontade de me tornar um doador, comecei fazendo doações de sangue e depois verifiquei como fazia o procedimento e  me cadastrei” ressalta o policial militar Rafael Costa, que é um doador cadastrado.

Fonte: G1


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO