Paróquia de N. S. do Rosário realiza mutirão para reconstrução do muro no entorno da igreja no bairro Cidade Nova

Matéria publicada em, 23 de janeiro de 2012

A Paróquia de N. S. do Rosário, sob a coordenação do Padre Alves, reuniu a comunidade e os grupos paroquianos na manhã deste domingo (22/01), e fez um mutirão para reconstruir os muros que cercam e protegem a igreja de N. S. do Rosário, no bairro Cidade Nova, em José de Freitas-PI.

Padre Alves com Diácono Primo (esquerda) e Pe. Gilcimar (direita)

 

“Esse mutirão é um exemplo de que quando toda a comunidade se reúne em torno de um objetivo comum, tudo é possível”, disse entusiasmado o Padre Alves, ao ver os trabalhos sendo executados pelos comunitários.

Há muito tempo os muros que cercam e protegem a igreja foram sendo derrubados e destruídos, e só agora, com a chegada do Padre Alves, houve uma ação direta para que eles fossem refeitos. Segundo o pároco, ele decidiu mobilizar a comunidade e os grupos paroquianos para realizarem esse serviço de reconstrução dos muros da igreja, pois a Paróquia não dispõe de muitos recursos e sobrevive de doações.

Voluntários em ação

 

“Fizemos o pedido ao poder público municipal sobre esse assunto, mas como estava demorando, resolvemos tomar a iniciativa de se fazer esse belo mutirão”, ressaltou muito contente o Pe. Alves.

Desde que assumiu os trabalhos à frente da paróquia, Pe. Alves tem conseguido mobilizar a comunidade para a realização de vários trabalhos, entre eles a mudança nos bancos de dentro da igreja, que dão mais conforto às pessoas durante as missas, a realização da Semana Nacional da Família, quermesses, o engrandecimento dos festejos da padroeira e, principalmente, o fortalecimento dos grupos paroquianos e o envolvimento da comunidade.

Material e serviços do mutirão foram todos de doação e voluntariado

 

“Um mutirão como este incomoda os poderosos, pois eles querem que a gente sempre dependa deles, mas quando o povo se reúne e faz, eles ficam com medo”, desabafou Pe. Alves.

O mutirão foi feito somente de doações da comunidade. As pessoas doaram cimento, areia, tijolos, e alimentos. Os homens prestaram os serviços de construção da obra e as mulheres cuidaram do lanche e do almoço. No final, durante o almoço, que só aconteceu por volta das 14h, ainda houve música ao vivo com Totonho dos Teclados, que também se apresentou voluntariamente.

“Estamos muito felizes com esse momento e agradecemos primeiramente a Deus, por nos dar a oportunidade de estarmos juntos trabalhando para o fortalecimento de sua obra, e a todos os amigos, que voluntariamente colaboraram com esse mutirão”, disse Pe. Alves. De acordo com o padre, os serviços voluntários deste domingo (22), foram apenas a 1ª etapa do mutirão. Em breve acontecerá outro encontro, onde serão colocadas as grades de ferro na mureta de toda a frente da igreja.

Da Redação

Veja mais fotos do evento:

Fotos: Francisco Saraiva -Til e Luis Alves


Revista Opinião