Portal Revista Opinião

Obras inacabadas e paralisadas recebem vistoria do Ministério Público em José de Freitas

Matéria publicada em, 2 de fevereiro de 2014

O Ministério Público através do promotor Flávio Teixeira Abreu Junior está fazendo diversas vistorias em obras com verbas públicas inacabadas no município de José de Freitas.

Fátima Costa, promotor Flavio Teixeira, sec. de obras Carlos Augusto, repres. da SEMEC Paulo Campos e vereador Alfredo Holanda

Fátima Costa, promotor Flavio Teixeira, sec. de obras Carlos Augusto, repres. da SEMEC Paulo Campos e vereador Alfredo Holanda

A ação se dá após denúncia do vereador Alfredo Holanda (PHS), que procurou o MP da comarca de José de Freitas levando uma lista de várias obras com verbas públicas que se encontram inacabadas e abandonadas na cidade. Algumas delas fora do prazo de conclusão da obra.

As creches Mãe Noélia e Mãe Biluca, por exemplo, são orçadas em cerca de 1 milhão e 300 mil reais cada. As duas creches têm apenas 50% da obra concluída, porém já foram repassados 100% dos recursos destinados à construção.

Creche Mãe Biluca

Creche Mãe Biluca

Outra obra inacabada em José de Freitas é uma Unidade Básica de Saúde – UBS – que fica localizada na Av. Gov. Lucídio Portela, no bairro Matadouro. A equipe vistoriou também a Escola Municipal Agripina Portela, que foi inaugurada e dada como concluída, porém permanece inacabada.

Creche Mãe Biluca é orçada em mais de 1,2 milhões

Creche Mãe Biluca é orçada em mais de 1,2 milhões

“O objetivo desta vistoria é saber os motivos destas obras estarem paralisadas, chamar as empresas responsáveis e pressiona tanto empresas como prefeitura pela retomada e conclusão destas obras para que a população josedefreitense possa se beneficiar destas construções”, disse o vereador Alfredo Holanda.

Obras não estão nem na metade, mas estão paralisadas

Obras não estão nem na metade, mas estão paralisadas

A equipe de vistoria foi composta pelo promotor Flavio Teixeira, vereador Alfredo Holanda, secretário de obras Carlos Augusto Filho e sua auxiliar Fátima Costa, além do técnico Paulo César Campos, representante da Secretaria de Educação.

Segundo o promotor Flavio Teixeira, “nos próximos dias serão feitas novas vistorias e convocadas as empresas responsáveis para prestar esclarecimentos perante o Ministério Público”.

Além destas, mais uma UBS do Bairro Santa Luzia encontra-se inacabada e parada até o momento, sem previsão para recomeçar, nem tampouco terminar a obra.

Todos os recursos destas obras são oriundos do governo federal, algumas com contrapartida da prefeitura municipal.

Veja imagens das vistorias:

Creche Mãe Biluca

Creche Mãe Biluca

Creche Mãe Noélia

Creche Mãe Noélia

Caminhão da empresa está abnadonado na obra da Creche Mãe Noélia há quase um ano

Caminhão da empresa está abandonado na obra da Creche Mãe Noélia há quase um ano

UBS do Bairro Matadouro

UBS do Bairro Matadouro

Da Redação


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO