Portal Revista Opinião

Na Malásia, Vettel domina e vence a segunda em 2011

Matéria publicada em, 10 de abril de 2011

Parecia um replay do GP da Austrália, a primeira corrida da temporada 2011. Após Melbourne, o GP da Malásia foi palco de mais um passeio de Sebastian Vettel com sua RBR. O alemão, campeão da Fórmula 1 em 2010, dominou a corrida – que acabou não tendo a esperada chuva desde o início –  e não foi ameaçado pelos rivais no circuito de Sepang. De quebra, ele ainda viu Lewis Hamilton, então vice-líder do campeonato, ter problemas de pneus no fim e cair para a sétima posição. Jenson Button, companheiro do inglês na McLaren, acabou no segundo posto.

Nick Heidfeld, da Renault-Lotus, fez uma ótima corrida e chegou em terceiro, completando o pódio. O alemão resistiu à forte pressão de Mark Webber, da RBR, nas últimas voltas. O australiano, que sofreu com problemas no Sistema de Recuperação de Energia Cinética (Kers) na prova, teve de se contentar com a quarta posição. Com bom desempenho, Felipe Massa foi o quinto, apesar de um erro da Ferrari em seu primeiro pit stop. O carro parou após a bandeirada, mas o brasileiro chegou logo à frente do companheiro Fernando Alonso, sexto colocado após ter de trocar o bico no fim por um toque em Hamilton.

Outro destaque da corrida foi o desempenho de Kamui Kobayashi, que foi o oitavo. O japonês da Sauber travou uma animada disputa contra Michael Schumacher desde o início da prova e passou o heptacampeão duas vezes. O alemão da Mercedes foi o nono, uma posição à frente do escocês Paul di Resta, da Force India, que pontuou pela segunda vez em sua segunda corrida na F-1.

Rubens Barrichello, outro brasileiro na prova, teve uma corrida confusa e abandonou ainda na 23ª volta, com problemas de câmbio. O brasileiro da Williams foi tocado nas primeiras voltas, teve um pneu furado e perdeu muito tempo para chegar aos boxes. Ele disse ter ficado muito decepcionado com os problemas nas duas primeiras provas do ano, quando abandonou.

– É triste, mas depois de duas provas (decepção) é a palavra certa, porque a gente esperava um começo de ano diferente, um começo de ano mais forte. O carro é melhor do que o de ano passado, mas as duas primeiras corridas foram horríveis – lamenta.

A próxima corrida do Mundial de Fórmula 1 será o GP da China, no próximo domingo, dia 17 de abril. Vettel chega ao circuito de Xangai com 100% de aproveitamento, 24 pontos à frente de Button, o segundo colocado. Massa é o sexto, com 16, quatro atrás de Alonso, o quinto.

Confira o resultado final do GP da Malásia (310,408 quilômetros):

1 – Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) – 56 voltas em 1h37m39s832
2 – Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) – a 3s261
3 – Nick Heidfeld (ALE/Renault) – a 25s075
4 – Mark Webber (AUS/RBR-Renault) – a 26s384
5 – Felipe Massa (BRA/Ferrari) – a 36s958
6 – Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – a 37s248
7 – Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) – a 49s957
8 – Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) – a 1m07s239
9 – Michael Schumacher (ALE/Mercedes) – a 1m24s896
10 – Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) – a 1m31s563
11 – Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes) – a 1m45s000
12 – Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – a 1 volta
13 – Sebastien Buemi (SUI/STR-Ferrari) – a 1 volta
14 – Jaime Alguersuari (ESP/STR-Ferrari) – a 1 volta
15 – Heikki Kovalainen (FIN/Lotus-Renault) – a 1 volta
16 – Timo Glock (ALE/MVR-Cosworth) – a 2 voltas
17 – Vitaly Petrov (RUS/Renault) – a 4 voltas/acidente

Não terminaram:
Vitantonio Liuzzi (ITA/Hispania-Cosworth) – a 10 voltas/mecânico
Jerome D’Ambrosio (BEL/MVR-Cosworth) – a 14 voltas/mecânico
Jarno Trulli (ITA/Lotus-Renault) – a 25 voltas/embreagem
Sergio Pérez (MEX/Sauber-Ferrari) – a 33 voltas/mecânico
Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth) – a 34 voltas/câmbio
Narain Karthikeyan (IND/Hispania-Cosworth) – a 42 voltas/mecânico
Pastor Maldonado (VEN/Williams-Cosworth) – a 48 voltas/mecânico

Melhor volta: Mark Webber (AUS/RBR-Renault) – 1m40s571, na 46ª

Fonte: g1


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO