Multidão acompanha funeral de família morta em acidente na cidade de Miguel Alves

Matéria publicada em, 14 de abril de 2017

Uma multidão acompanhou emocionada e ainda em choque nesta sexta-feira (14) o funeral das seis pessoas da mesma família que morreram após o carro em que estavam cair em um riacho na zona rural de Miguel Alves, Norte do Piauí. O sepultamento aconteceu durante a tarde.

Centenas de pessoas acompanharam durante toda a tarde o funeral das seis vítimas (Foto: Dalyne Barbosa/TV Clube)

As vítimas foram identificadas pela polícia como: José Helmo Mesquita de Sousa (motorista), a esposa Leila Mara Sampaio Dias e o filho do casal Everton Mesquita Sampaio. Também estavam no veículo a cunhada do motorista, Lucélia Sampaio Dias, 36 anos, e as duas filhas dela: Pamela Gabriela Dias de Sousa, 17 anos e Evelin Kailane Dias de Sousa, 7 anos.

O acidente aconteceu no início da tarde da quinta-feira (13) quando a família se deslocava para a casa de parentes na zona urbana de Miguel Alves. Somente na manhã desta sexta-feira (14) os seis corpos foram resgatados no riacho.

Teresa Moreira, vereadora na cidade, contou que chegou ao local poucos minutos após o carro cair e disse ter ouvido ainda o barulho do motor. “Eu e outras pessoas que estavam por perto ainda ouvimos o barulho do motor, mas infelizmente era impossível descer e fazer alguma coisa. Era muita profundidade, muita correnteza”, relatou.

Cinco das seis vítimas do acidente

Um irmão do motorista acredita que ele possa ter tido um mal súbito e perdido o controle do veículo. “Acredito que ele tenha passado mal porque já tinha se deslocado e pouco tempo depois resolveu voltar. Acho que foi algo de repente porque não deu tempo nem da mulher dele pegar a direção”, falou Francisco das Chagas Sousa.

De acordo com o capitão do Corpo de Bombeiros, Wilson Benedito, o pedido de socorro chegou às 14h30 e a equipe fez o deslocamento de Teresina até Miguel Alves (110 km) chegando ao local por volta das 17h50. “Existe uma norma internacional de segurança que proíbe o mergulho após as 18h, por conta da visibilidade. Lá é um córrego temporário com um volume de água excessivo. Pela manhã a equipe fez o trabalho e por volta das 8h todos os corpos haviam sido resgatados”, disse.

A Prefeitura de Miguel Alves decretou luto oficial de três dias. A Polícia Civil está investigando em que circunstância o acidente ocorreu.

Fonte: G1/Riachaonet


Revista Opinião