Portal Revista Opinião

Mulher é encontrada morta em prostíbulo; polícia investiga

Matéria publicada em, 19 de agosto de 2013

Delegada de José de Freitas Georgiana Karine

Delegada de José de Freitas Georgiana Karine

A Polícia Civil de José Freitas investiga a morte da mulher identificada como Leila Francisca Pereira da Silva, 24 anos, que foi encaminhada ao Hospital Nossa Senhora do Livramento, na manhã desta segunda-feira (19).

De acordo com informações da unidade de saúde, a jovem trabalhava na casa noturna conhecida como “Bar da Xuxa” e foi levada, já sem vida, por uma colega de trabalho e o namorado ao hospital.

Segundo a delegada Georgiana Karine, do 17º DP, a proprietária do estabelecimento prestou depoimento na delegacia. As circunstâncias da morte estão sendo levantadas.

“Soubemos da morte quando a jovem já tinha dado entrada no hospital o que dificulta na identificação da causa da morte, se foi natural ou criminosa. De toda forma, uma equipe se deslocou até lá para colher pistas”, destaca a delegada.

De acordo com a enfermeira Socorro Silva, do Hospital Nossa Senhora do Livramento, o corpo de Leila Francisca não tinha marcas evidentes de violência e foi levada ao hospital pelo namorado e uma amiga.

“Eles chegaram por volta das 8h e contaram que ao abrir o quarto a jovem estava quase sem vida e revelou que tinha misturado remédios com bebida alcoólica. Disseram também que a Leila estava desmaiada e trocaram a roupa dela e chamaram um táxi para trazer ao hospital. Quando a vítima chegou a unidade já estava sem pulso”, destaca a enfermeira-chefe.

Leila Francisca tinha 24 anos, natural de Caxias-MA

Leila Francisca tinha 24 anos, natural de Caxias-MA

Leila Francisca era natural do município de Caxias, Maranhão, e não tinha familiares em José de Freitas. O corpo ainda continua no necrotério do Hospital Nossa Senhora do Livramento e o IML já foi acionado.

Da Redação


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO