Portal Revista Opinião

Mentor de assalto a goleiro da seleção freitense acompanha vítima em depoimento na delegacia após o crime

Matéria publicada em, 2 de agosto de 2013

Foi preso por policiais da RONE na madrugada da última quinta-feira (01/08) no conjunto Mocambinho, na Zona Norte da Capital do Piauí, Teresina, o cobrador da Empresa Coave, Cleiton Barbosa, acusado de ser o mentor do assalto ocorrido por volta das 14 horas da última quarta-feira (31/07) na residência do comerciante Francisco Rodrigues da Rocha, o Patinga, no Bairro Ipiranga, na cidade de José de Freitas-PI. O acusado de planejar o crime viria a cidade de José de Freitas receber o dinheiro do comerciante a serviço da empresa Coave, proveniente da venda de frangos. Cleiton ainda fingiu ajudar a vítima, acompanhando-a até a Delegacia do 17º DP na cidade de José de Freitas, onde comunicariam o assalto.

Luana e Danielson, os primeiros da quadrilha a serem presos

Luana e Danielson, os primeiros da quadrilha a serem presos

Cleiton Barbosa passou mais de 30 minutos na Delegacia de José de Freitas acompanhando o comerciante Patinga quando este comunicava o assalto que tinha sofrido em sua residência. Se mostrando comovido e solidário ao comerciante, Cleiton afirmava que era cobrador da Empresa Coave e que havia ido pegar cerca de 11 mil reais na casa de Patinga, quando teria ficado sabendo que o dinheiro tinha sido tomado de assalto por um homem e uma mulher que estavam armados de revólveres.

Depois de comunicar o assalto, Cleiton foi embora para Teresina-PI, onde comunicou a Empresa Coave que o dinheiro que ele tinha ido pegar em José de Freitas, bandidos havia tomado de assalto.

Testemunha importante  

A Polícia Militar conseguiu identificar e prender os envolvidos no assalto à casa do comerciante Patinga, graças a uma testemunha moradora do Bairro Ipiranga, que viu quando o bandido identificado por Rafinha, que está foragido, pegou um revólver que estava em uma bolsa, o municiou e depois colocou na cintura. Na ocasião, a testemunha desconfiou e anotou a placa do veículo Gol prata, ano 2013, em que estava Rafinha.

A placa do veículo anotada pela testemunha é ODV-5341-Teresina-PI, que foi repassada ao capitão-PM Augusto, que repassou ao subcomandante da Rone, capitão Fábio Abreu, que com sua equipe localizou o veículo e acabou prendendo no conjunto Mocambinho, na Zona Norte de Teresina, o acusado Danielson Teles Maciel, que seria o homem que dirigia o carro quando foi feito o assalto em José de Freitas. Depois de preso, Danielson apontou a mulher Maria Luana da Silva, que está gravida, como envolvida no assalto.

A acusada foi presa logo em seguida, próximo a sua casa, também na Zona Norte de Teresina. Luana estava com 90 reais, dinheiro do assalto realizado em José de Freitas. Os policiais da Rone, sob o comando do capitão Fábio Abreu levaram Danielson e Luana até a Delegacia de José de Freitas, na noite de quarta-feira (31 de julho), onde a mulher Luana foi reconhecida como tendo participado do assalto. Ainda na Delegacia de José de Freitas-PI, Luana acusou o cobrador Cleiton Barbosa, de ter planejado o assalto na casa do comerciante Patinga e declarou aos policiais que ele (cobrador) teria inclusive lhe conduzido em uma moto até a cidade de José de Freitas e mostrado a casa de Patinga, onde ele iria pegar os 11 mil reais, da Empresa Coave, para quem trabalhava como cobrador.

Quadrilha se reuniu em lanchonete

Antes de praticar o assalto, a quadrilha se reuniu em uma lanchonete, no Centro da cidade de José de Freitas, por trás da Igreja de Nossa Senhora do Livramento, onde está instalado um parque de diversões que vai ficar naquele Município, durante os festejos católicos que terão início no dia 5 deste mês. O cobrador Cleiton, depois de tudo planejado entre ele e os acusados Rafinha (foragido), Danielson e Luana, que estão presos, fez uma ligação telefônica para o comerciante Patinga perguntando se o dinheiro já estava pronto para ele ir pegar.

Depois que Patinga respondeu que o dinheiro já estava com ele em casa, a quadrilha entrou em ação. Saíram da lanchonete no Centro de José de Freitas, no Gol prata para praticar o assalto no Bairro Ipiranga, os acusados Danielson, que dirigia o carro, Rafinha e Luana, que foram os dois que foram até a casa do comerciante Patinga, onde realizaram o roubo e depois fugiram na moto do próprio comerciante, a qual abandonaram logo em seguida e depois prosseguiram a fuga para Teresina, no Gol, no qual já estava o acusado Denielson. Durante o roubo, Patinga e a sua mulher foram chamados de “vagabundos” por Rafinha e Luana. Na Central de Flagrantes em Teresina-PI, onde os acusados foram autuados por roubo, Cleiton confessou que havia planejado o assalto em José de Freitas e que teria sido uma fraqueza e estaria arrependido. Os policiais apreenderam em poder de Cleiton, cerca de 1 mil, dinheiro que ele recebeu por planejar o assalto na casa do comerciante Patinga.

Cleiton Barbosa que esteve na última quarta-feira (31 de julho) na Delegacia de José de Freitas para comunicar o assalto que ele mesmo planejou, voltou para a referida Delegacia, na última quinta-feira (1º de julho), escoltado pela polícia, como preso da justiça, acusado de roubo. Cleiton e Danielson estão no 17º DP, aguardando decisão judicial. Já a acusada Luana ainda foi levada para a Delegacia de José de Freitas, na última quinta-feira (1º), mas como não tinha onde ela ficar, a delegada Georgiane Karine, ainda na noite de quinta-feira, determinou que o agente Gilson Ferreira a escoltasse para a Penitenciária Feminina, em Teresina-PI, onde ela está recolhida à disposição da Justiça.

Suspeito de assalto de 100 mil reais         

Um gerente da Empresa Coave esteve na cidade de José de Freitas-PI, na manhã da última quinta-feira (1º de agosto de 2013), onde conversou com o comerciante Patinga, quando informou que recentemente ocorreu um assalto no valor de 100 mil reais na empresa. De acordo com as informações prestadas pelo gerente, agora com a prisão de Cleiton Barbosa, depois desse assalto em José de Freitas, ele passa a ser o principal suspeito de ter planejado o roubo de 100 mil reais na Coave. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil.

Da Redação                                                                                             Fonte: saraivareporter


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO