Mais de 200 mil pessoas sofrem com o diabetes no Piauí

Matéria publicada em, 27 de junho de 2016

No Dia Mundial do Diabetes, celebrado nesta segunda-feira (27), um levantamento realizado pela Associação do Diabético aponta que cerca de 200 mil pessoas sofrem com a doença no Piauí. Os números apresentam ainda que em Teresina, 5% da população tem o diabetes.

De acordo com a médica endocrinologista, Patrícia Melo, o diabetes é um dos problemas de saúde mais graves no país. Conforme a médica, o problema também pode se apresentar nas pessoas de forma assintomática, ou seja, sem sintomas. Por isso, uma média de 50% das pessoas desconhece que sofre com a doença.

DIABETES-1

“O diabetes é um dos problemas de saúde pública mais graves não só por conta da sua alta prevalência que hoje checa à 10% da população, com tendência ao aumento devido ao envelhecimento populacional e a epidemia de obesidade, como também por suas graves complicações, que vão desde as suas doenças”, disse.

O diabetes pode ocasionar complicações sérias como doenças cardiovasculares, como o infarto e o AVC, como também as doenças microvasculares, como a retinoplastia, que é a complicação ocular mais grave decorrente da diabetes, o que diminui a qualidade de vida do paciente. De acordo com Patrícia Melo, o principal tratamento preventivo da doença é a prática de exercícios físicos.

No estado, quem possui diabetes pode ter acesso às medicações para tratamento de graça. Além da dispensação de medicamentos, segundo a coordenadora de atenção à saúde do adulto e idoso, Valdite Costa, existe outras políticas públicas que assistem pessoas com diabetes.

“Nós temos a equipe do Estratégia Saúde da Família, que faz todo o trabalho de atendimento, faz esse monitoramento e controle. Nos postos de saúde tem as equipes multiprofissionais, enfermeiros, médicos, educadores físicos. E a partir do momento em que a pessoa é diagnosticada com a doença ele é acompanhado”, disse.

Fonte: G1


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO