Justiça decreta a ilegalidade da greve dos professores da rede estadual

Matéria publicada em, 13 de abril de 2012

O Tribunal de Justiça do Piauí (TJ-PI) decretou como ilegal a greve dos professores da rede estadual de ensino, que já dura 45 dias e acumula prejuízos para o período letivo de 2012. O despacho foi dado na manhã desta sexta-feira (13).

Des. Sebastião Ribeiro Martins decreta a ilegalidade da greve dos professores no PI

 

O desembargador Sebastião Ribeiro Martins determinou a ilegalidade visto que o Governo do Estado já garantiu o piso estipulado pelo Governo Federal, sendo essa a principal reivindicação dos professores. O governador Wilson Martins garantiu, ainda em março, que o Estado pretende pagar o piso nacional dos professores a partir do mês de maio de 2012 e retroativo a janeiro. O decreto também levou em conta o prejuízo que a greve tem causado aos estudantes.

A proposta para o reajuste salarial dos professores já se encontra na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi) e será debatido com o relator e os demais deputados estaduais. O novo projeto irá beneficiar todas as classes e todos os professores ativos e inativos. A regência será mantida e agregada à tabela salarial após o reajuste.

Fonte: Ccom


Revista Opinião