JF: Após mudança em quase 90% Câmara Municipal tenta mostrar trabalho

Matéria publicada em, 4 de março de 2013

Nas eleições municipais ocorridas em outubro do ano passado, dos 9 vereadores que compunham a Câmara Municipal de José de Freitas, apenas 2 se reelegeram, Zé Luís Pereira (PDT) e Carlos Sampaio (PSD). Dessa forma o eleitorado demonstrou estar mais consciente e seu descontentamento com o trabalho dos ex-vereadores.

Sabendo da melhor conscientização e das cobranças que os cidadãos farão, a nova legislatura, composta por treze vereadores, onze deles novatos, iniciou seus trabalhos demonstrando um maior compromisso e disponibilidade para cumprirem seu papel constitucional de representar o povo.

camara

As primeiras sessões do ano foram bastante movimentadas e com muitas manifestações dos vereadores, inclusive com apresentação de projetos, algo pouco visto em anos anteriores naquela casa. Chamou a atenção também o grande número de cidadãos e cidadãs freitenses presentes nas sessões, o que mostra que as pessoas estão mais atentas e dispostas a acompanhar o trabalho do legislativo.

camara 1

Nessa nova legislatura alguns vereadores vêm se destacando por sua maior participação e trabalho. O vereador Alfredo Holanda (PHS) manifestou preocupação com as obras inacabadas no município, citando as creches Mãe Noélia, no bairro Tijuca e Mãe Biluca, no bairro Suco de Uva, e ainda a UPA (unidade de pronto atendimento médico) que apesar de serem com recursos federais estão inacabadas ou com as obras paralisadas. Diante disso Alfredo cobrou empenho da nova administração no sentido de concluir essas obras.

O vereador Roberval Santos (PMDB) manifestou sua indignação com um fato ocorrido em reunião do legislativo com o executivo. Segundo ele os vereadores foram convocados para uma reunião com o prefeito Josiel e estranhou a presença do ex-prefeito Robert Freitas (PSB) na reunião. De acordo com Roberval Santos A câmara municipal de José de Freitas nunca foi informada de qual a participação de Robert Freitas na administração municipal. “Esta casa nunca foi informada de qual o cargo que o ex-prefeito ocupa nesta administração, portanto, para mim causou estranheza sua a presença”, disse o vereador. Ele complementou pedindo os nomes dos assessores e secretários da atual administração municipal para que fatos como este não ocorram mais causando constrangimentos. O vereador Zilzimar (PSB) saiu em defesa afirmando tem 26 anos trabalhando com o ex-prefeito e que ele não é estranho, foi à reunião a convite do prefeito, já que tem uma portaria de assessor da prefeitura, além de se tratar de um cidadão respeitado na cidade e de grande conhecimento em administração pública.

Já o vereador Claudomires (PV) apresentou um projeto de emenda ao regimento interno da câmara no sentido de criar uma nova comissão permanente, a de fiscalização e controle dos atos do executivo municipal, que objetiva acompanhar de perto e dar transparência na aplicação dos recursos públicos no município. O projeto foi encaminhado para análise da comissão de Justiça e Legislação daquela casa. O Vereador Dante elogiou a iniciativa do vereador Claudomires, dizendo que “é uma ideia bem legal”, porém acredita não haver necessidade na criação desta comissão.

O vereador Castelo (PMBD), pediu aos colegas a discussão sobre a municipalização do trânsito. Ele mostrou-se também preocupado com o quadro de pessoal da máquina pública, solicitando o organograma da prefeitura, com todos os cargos. Castelo ressaltou ainda a importância da independência dos poderes: “harmônicos entre si, mas independentes”.

O vereador Carlim Sampaio (PSD), quando ouviu de seu colega Alfredo Holanda de sua preocupação por ter apenas vereadores da situação na presidências das três comissões da casa, aparteou dizendo que “foi eleito presidente de uma comissão na câmara, porém não é de situação de ninguém, que não faz parte de grupo de prefeito e que é um vereador do povo, o que causou risos da assembleia.

O vereador Zé Luiz Pereira (PDT) falou da necessidade de se fazerem sessões itinerantes e de se acabar com a reeleição para a presidência da câmara, o que, segundo ele, é uma prática comum na maioria das câmaras legislativas nos municípios.

As sessões da câmara acontecem todas as terças-feiras, sempre a partir das 20 horas.

Da Redação


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO