Portal Revista Opinião

Início das aulas das escolas estaduais em José de Freitas são adiadas

Matéria publicada em, 13 de fevereiro de 2011

Mais um ano letivo chegando e a cena novamente se repetindo: a demora para o início das aulas nas escolas da rede pública estadual de ensino. O motivo? Falta de professores efetivos suficientes para preencher o quadro nas escolas. É que os professores concursados, os chamados efetivos, formam um contingente muito aquém da demanda, pois os últimos concursos realizados têm oferecido poucas vagas para as disciplinas específicas, isto é, para o Ensino Fundamental II e Ensino Médio, e nenhuma para a Polivalência, ou seja, o Ensino Fundamental I.

Desta forma, o estado tem realizado sistematicamente, ano após ano, teste seletivo com contrato de validade até 31/12 para preencher as muitas vagas existentes. Segundo alguns professores, chamados “bolsistas”, a SEDUC não realizaria teste seletivo em 2011, uma vez que isso acarretaria o atraso no início das aulas, e apenas renovaria os contratos, e com isso, o período letivo iniciaria mais cedo, sem prejuízo na carga horária, e sem a necessidade de ter aulas quase todos os sábados do ano, para repor o atraso do início. Porém, mesmo sem o teste seletivo, este ano os contratos com os bolsistas só começaram a ser assinados esta semana, inviabilizando o início das aulas conforme o calendário feito. Além disso, os professores são chamados pela ordem de classificação, e todos têm um prazo legal para se apresentarem. Sendo assim, não se pode chamar alguém sem que o anterior na classificação ainda não tenha se apresentado, seja para assinar o termo de desistência ou para assumir o cargo.

Segundo a Supervisão de Ensino Estadual de José de Freitas, as aulas estão previstas para iniciarem no dia 21/02/11 em todas as escolas estaduais. Vamos esperar!


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO