Infarto fulminante mata promotor Meton Filho

Matéria publicada em, 13 de março de 2011

A suspeita é que ele tenha sofrido ataque cardíaco. A polícia foi informada pela irmã que também estava no local.

Promotor Meton Filho

Um dos promotores mais polêmicos e atuantes do Piauí, José Meton Filho, 43 anos, morreu na tarde deste domingo (13) vítima de ataque fulminante do coração. Ele estava na residência de seu pai na rua Lizandro Nogueira, centro de Teresina, quando foi encontrado morto.

Segundo familiares, Meton estava em seu quarto, quando foi encontrado pela irmã.  Vizinhos teriam tentado reanimá-lo, mas não conseguiram.

Segundo a polícia, a irmã do promotor ligou para avisá-los. Médicos teriam tentado reanimá-lo, mas era tarde demais. A suspeita é de ataque fulminante do coração.

Uma viatura da Polícia Militar está no local, a perícia e o Instituto Médico Legal (IML) foram informados do fato. É grande a movimentação no local.

Meton Filho era um dos promotores mais conhecidos do Estado. Atuou em casos famosos como do assassinato da estudante de Medicina Tallyne Teles. Ano passado ele chegou a denunciar que estava sofrendo ameaças de mortes e que isso não o intimidava.

Ele também auxiliou em vários julgamentos do ex-coronel Correia Lima. O promotor participava ativamente de investigações da Comissão Investigadora do Crime Organizado (Cico) e atualmente estava lotado no Ministério Público de Pedro II e estava sempre sendo requisitado para trabalhos em Parnaíba e Teresina.
 
O promotor era separado e tem uma filha.
Fonte: cidadeverde.com

Revista Opinião