Portal Revista Opinião

Henrique Rebelo e mais 65 do PT são exonerados pelo governador Wilson Martins

Matéria publicada em, 31 de janeiro de 2014

Henrique Rebelo, ex-secretário de Justiça

Henrique Rebelo, ex-secretário de Justiça

Foi oficializada a exoneração do deputado estadual Henrique Rebelo (PT) do comando da Secretaria de Justiça do Piauí (Sejus). É o último petista a deixar o Governo do Piauí, após rompimento da sigla com o PSB do governador Wilson Martins. Assessores de várias secretarias ligadas ao partido também foram exonerados.

A saída de Henrique Rebelo foi publicada no Diário Oficial do Piauí do dia 30 de janeiro. No cargo, ficará interinamente Francisco Kennedy Feitosa, diretor administrativo-financeiro da pasta.

Rebelo chegou na Sejus no governo Wellington Dias em 2003. Ficou quatro anos no cargo e foi substituído Cléia Coutinho e voltou ao cargo em 2011, já na gestão de Wilson Martins.

Nesta sexta-feira (31), Henrique Rebelo recolheu seus pertences pessoais. Francisco Kennedy assume oficialmente na próxima segunda-feira.

Mais saídas

No Diário Oficial desta sexta-feira (31), foram publicadas as exonerações de mais de 60 servidores indicados por ex-secretários petistas. Só na Secretaria Estadual de Assistência Social e Cidadania (Sasc), que era comandada por Francisco Guedes, foram 50 exonerados.

Veja a lista completa no Diário Oficial (arquivo PDF)

A lista inclui Ladislau João da Silva, o Padre Ladislau, que já presidiu o Incra no Piauí e estava na coordenação de políticas de gênero. Luís Balbino, outro petista conhecido, deixou a coordenação de estruturas do interior.

Na secretaria das Cidades, saíram três pessoas, entre elas o ex-prefeito de União, José Barros Sobrinho, diretor de unidade de programas, projetos e obras urbanos.

Na Fundação Cultural do Piauí, antes presidida pela atriz Bid Lima, indicada pelo deputado estadual Fábio Novo (PT), foram demitidos nove pessoas, entre elas o ator Franklin Pires, ex-diretor da unidade de ação cultural.

Outras três pessoas foram demitidas da Secretaria Estadual para Inclusão da Pessoa com Deficiência (Seid), que era comandada por Helder Jacobina, indicado da deputada estadual Rejane Dias (PT).

Mais exonerações de diversos cargos em todas as cidades do Piauí serão publicadas nos próximos dias.

Da Redação                                             Fonte: cidadeverde


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO