Portal Revista Opinião

Corpo de jovem é encontrado enterrado e em decomposição na zona rural de José de Freitas

Matéria publicada em, 28 de setembro de 2019

POR CHAGAS SILVA

Nas primeiras horas da manhã do ultimo sábado, (28 de Setembro 2019), um popular encontrou no leito de um riacho, na região da localidade Assentamento Marcos, zona rural de José de Freitas, um túmulo com o corpo do jovem Lucas da Silva Rodrigues, 17 anos de idade, parcialmente enterrado e em estado de putrefação.

Segundo informações do GM Fernando Silva que esteve no local, um homem que procurava animais na região, sentiu um forte odor, se deparando em seguida com uma cova no córrego de um riacho com um corpo no seu interior, ainda de acordo com o GM Fernando, a cova estava localizada e um em local de difícil acesso e coberta com galhos de arvores, para dificultar a localização.

O cadáver estava vestido em uma calça verde, de uniforme escolar. Lucas havia desaparecido na tarde da última segunda-feria, 23 deste mês, após deixar a Escola  Pedro Freitas, (2º Grau), na qual estudava, localizada na Avenida Governador Lucídio Portela, Bairro Matadouro, zona urbana de José de Freitas.

A motocicleta que Lucas andava no dia do seu desaparecimento modelo Honda Pop 100 de cor preta, de placa PIU-2303, foi localizada por uma equipe da Guarda Municipal, parcialmente queimada, em um matagal na localidade Resolvido, zona rural de José de Freitas. A polícia acredita que após matar e enterrar o corpo do jovem, os assassinos levaram o veículo para outra região do Município, e atearam fogo, na tentativa de encobrir o crime.

Após identificar a cova com os restos mortais de Lucas, uma equipe da Guarda Municipal de José de Freitas isolou o local, até a chegada da pericia e da viatura do IML, que segundo informações, chegaram ao local, por volta das 17h00min de sábado, (28), gerando revolta em várias pessoas.

Na manhã deste domingo, 29, familiares e amigos em motocicletas fizeram um cortejo na chegada do corpo em José de Freitas, que foi levado para a residência dos pais, o casal Francisca e Zé Roberto, na Avenida Olavo Teixeira, próximo ao açude da Pitombeira, nesta cidade, e após algumas horas de velório, o caixão com o corpo foi levado para o cemitério da localidade Criolí, as margens da PI-113, saída para Cabeceira do Piauí, onde foi sepultado com um clima de muita tristeza e comoção.

O crime está sendo investigado pela polícia civil, com a colaboração da Guarda Municipal e Polícia Militar de José de Freitas. O policial civil Gilson Ferreira, investigador, informou que a polícia civil já possui uma linha de investigação, inclusive várias pessoas já foram ouvidas pelo delegado Divanilson Sena, titular do 17ª DP, e todas as pistas e informações estão sendo checadas, para chegar aos autores deste bárbaro crime. Finalizou APC Gilson Ferreira Rosa.

FOTO E INFORMAÇÕES: ARIMATHEA FERREIRA


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO