Portal Revista Opinião

Fiéis dão último adeus a Padre Lira, fundador da cidade de Dom Inocêncio

Matéria publicada em, 14 de setembro de 2015

Faleceu na manhã deste domingo (13) em Teresina o Padre Manuel Lira Parente, aos 96 anos de idade, vítima de falência múltipla de órgãos. O corpo foi levado para o município de São Raimundo Nonato – PI, onde atuou e foi prefeito.

O enterro aconteceu no final da tarde desta segunda-feira (14), e durante todo o dia fiéis se despediram do padre na igreja matriz do município, onde ocorreu o velório.

Padre Lira

Padre Lira

Padre Manuel Lira foi o responsável pela fundação do município de Dom Inocêncio, desenvolveu várias ações no semiárido piauiense que o credenciaram pela população a administrar Dom Inocêncio por três vezes.

Ele foi o primeiro gestor do município que ajudou a criar. O ex-prefeito decidiu aos 12 anos que seria padre. Ordenado em 1945, ele fundou o ginásio Dom Inocêncio, em São Raimundo Nonato, onde foi professor e prefeito no ano de 1954.

Velório ocorreu durante todo o dia de hoje, segunda-feira (14) na Catedral de S. Raimundo Nonato

Velório ocorreu durante todo o dia de hoje, segunda-feira (14) na Catedral de S. Raimundo Nonato

Padre Lira, como é mais conhecido, mudou a realidade de um povo, incorporou suas doutrinas numa região e acima de tudo, deixou seu legado de luta, inteligência extraordinária e transformação regional. No território onde hoje situa-se o município de Dom Inocêncio, padre Lira fez algo que parecia utópico para a época. Por toda parte, padre Lira construiu estradas, fez aguadas, implantou escolas, ergueu a primeira maternidade rural do Piauí, onde nasceram várias gerações, e comandou ações audaciosas que melhoraram a região e mudaram a cara do catingueiro que ali morava.

A Fundação Ruralista, entidade idealizada e criada por Padre Lira no início da década de 1960 foi o berço de tudo, a sede de tudo, uma das mais bem sucedidas obras sociais do Brasil. O município de Dom Inocêncio nasceu lá, muita coisa que existe em Dom Inocêncio hoje não existiria sem a Fundação Ruralista, ela foi o embrião de tudo. Padre Lira e sua Fundação fizeram, sem nenhuma dúvida, “brotar uma flor de um galho seco”.

O Hino de Dom Inocêncio, de autoria de padre Lira diz: “Dom Inocêncio, és flor invulgar, de um galho já seco nascida. Esta flor nunca há de murchar…”, a frase reflete a mais pura realidade. Padre Lira hoje é um nonagenário, continua mantendo residência na sede da Fundação Ruralista, aliás, um dos poucos moradores do lugar, que um dia foi centro das atenções em toda a região, com muitos eventos, muitos moradores e que hoje está praticamente desabitado devido à migração dos moradores para a cidade.


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO