F1: Vettel faz passeio no parque e vence corrida movimentada em Melbourne

Matéria publicada em, 27 de março de 2011

Alemão da RBR lidera desde o início e não é ameaçado em prova com toques e disputas mais atrás. Massa é apenas o nono e Rubinho para após punição

Vettel depois de vencer o GP da Austrália

Atual campeão mundial, Sebastian Vettel não poderia ter escolhido melhor maneira para começar o ano em que terá de defender seu título: com vitória no GP da Austrália. Após marcar a pole com folga, o alemão da RBR fez um verdadeiro passeio no circuito montado nas ruas do Albert Park, em Melbourne, e não foi ameaçado nas 58 voltas da corrida que marcou a abertura da temporada 2011. Lewis Hamilton, mesmo com problemas na parte dianteira do assoalho, chegou em segundo com a surpreendente McLaren, e o russo Vitaly Petrov, da Renault-Lotus, foi o terceiro, subindo ao pódio em casa.

Os pilotos brasileiros até apareceram bem durante a corrida na Austrália, mas acabaram longe das posições esperadas. Felipe Massa, da Ferrari, fez uma excelente largada, subiu para quinto, travou um emocionante duelo com Jenson Button nas primeiras voltas, mas acabou a corrida apenas na nona posição, após ser superado pelo companheiro Fernando Alonso, que chegou em quarto. Já Rubens Barrichello, da Williams, escapou na primeira volta e fazia uma bela prova de recuperação, quando exagerou, bateu na lateral de Nico Rosberg, da Mercedes, rodou, trocou a asa dianteira e caiu para 15º, e acabou abandonando com problemas de câmbio. O alemão também parou.

Confira o resultado final do GP da Austrália, em Melbourne (307,574 quilômetros):

1 – Sebastian Vettel (ALE/RBR-Renault) – 58 voltas em 1h29m30s259
2 – Lewis Hamilton (ING/McLaren-Mercedes) – a 22s297
3 – Vitaly Petrov (RUS/Renault-Lotus) – a 30s560
4 – Fernando Alonso (ESP/Ferrari) – a 31s772
5 – Mark Webber (AUS/RBR-Renault) – a 38s171
6 – Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes) – a 54s300
7 – Sergio Pérez (MEX/Sauber-Ferrari) – a 1m05s800
8 – Kamui Kobayashi (JAP/Sauber-Ferrari) – a 1m16s800
9 – Felipe Massa (BRA/Ferrari) – a 1m25s100
10 – Sebastien Buemi (SUI/STR-Ferrari) – a 1 volta
11 – Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes) – a 1 volta
12 – Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes) – a 1 volta
13 – Jaime Alguersuari (ESP/STR-Ferrari) – a 1 volta
14 – Nick Heidfeld (ALE/Renault-Lotus) – a 1 volta
15 – Jarno Trulli (ITA/Lotus-Renault) – a 2 voltas
16 – Jerome D’Ambrosio (BEL/MVR-Cosworth) – a 3 voltas

Não terminaram:
Timo Glock (ALE/MVR-Cosworth) – a 8 voltas/mecânico
Rubens Barrichello (BRA/Williams-Cosworth) – a 9 voltas/câmbio)
Nico Rosberg (ALE/Mercedes) – a 36 voltas/acidente
Heikki Kovalainen (FIN/Lotus-Renault) – a 39 voltas/mecânico
Michael Schumacher (ALE/Mercedes) – a 39 voltas/mecânico
Pastor Maldonado (VEN/Williams-Cosworth) – a 48 voltas/pane mecânica

Melhor volta: Felipe Massa (BRA/Ferrari) – 1m28s947, na 55ª


Revista Opinião