Ex-candidato a presidente Plínio de Arruda Sampaio morre aos 83 anos

Matéria publicada em, 9 de julho de 2014

Plinio de ArrudaAos 83 anos, morreu hoje (8), em São Paulo, o ex-deputado federal Plínio de Arruda Sampaio. Vítima de câncer ósseo, Plínio estava internado há cerca de um mês no Hospital Sírio-Libanês. Na eleição de 2010, o ex-deputado concorreu à Presidência da República pelo PSOL, ficando em quarto lugar na disputa.

Natural de São Paulo, formado em direito pela USP, Plínio de Arruda Sampaio foi promotor público e elegeu-se  deputado federal em 1962, pelo extinto Partido Democrata Cristão (PDC). Reeleito duas vezes deputado, teve o mandato cassado pelo Ato Institucional nº 1 (AI-1), exilou-se no Chile e nos Estados Unidos e voltou ao Brasil em 1976, no início do processo de reabertura política.

Um dos fundadores do PT, Plínio de Arruda Sampaio participou da campanha das Diretas Já. Elegeu-se deputado federal constituinte em 1986, quando defendeu uma reforma agrária que previa o fim dos latifúndios. Na Assembleia Nacional Constituinte, foi vice-líder do PT em 1987 e, em 1988, substituiu o então líder Luiz Inácio Lula da Silva no comando da bancada. Após 20 anos, Plínio deixou o partido em 2005, filiando-se ao PSOL.

A ex-deputada Luciana Genro (PSOL), que foi ao hospital na tarde de hoje para visitar seu colega de legenda, confirmou o falecimento dele e informou que quando chegou para a visita Plínio já havia falecido. Segundo ela, Plínio de Arruda Sampaio fará uma grande falta ao Brasil. “Uma triste coincidência fez com que eu chegasse ao hospital Sírio Libanês poucos minutos após o falecimento do nosso querido Plínio. Plínio partiu com a consciência do dever cumprido, após décadas de luta em defesa da igualdade e da justiça social. O PSOL tem muito orgulho de ter sido escolhido por Plínio como o seu partido nestes últimos anos da sua vida”, afirmou.

Fonte: Agência Brasil


Revista Opinião