Portal Revista Opinião

Escolas de José de Freitas paralisam as aulas durante três dias

Matéria publicada em, 18 de março de 2014

As escolas da rede pública municipal e estadual do município de José de Freitas-PI, aderiram quase que 100% à PARALISAÇÃO NACIONAL PELA EDUCAÇÃO. Apenas professores bolsistas  e poucos efetivos deram aulas nesta segunda-feira (17/03).

Professores e demais trabalhadores da área de educação de todo o Brasil vão fazer atos e paralisações durante três dias, a partir desta segunda-feira (17) até quarta-feira (19), segundo a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE). Na quarta-feira (19), haverá um ato em Brasília, a partir das 9h. Nas capitais dos estados também serão feitos muitos atos nesses três dias.

O movimento é para exigir o cumprimento da lei piso, carreira e jornada, investimento dos royalties de petróleo na valorização da categoria, votação imediata do Plano Nacional de Educação, entre outras reivindicações.

Escola Antonio Freitas   (Foto: arquivo)

Escola Antonio Freitas (Foto: arquivo)

Na Escola Pedro Freitas, o “2º Grau”, parou completamente, uma vez que a maior parte dos professores é de efetivos, ficando impossibilitado de haver aulas. A escola oferece ensino fundamental maior pela manhã e ensino médio à tarde e à noite.

Na Escola Antonio Freitas, o “Ginásio”, as aulas também foram canceladas nesta segunda-feira, pois apenas alguns professores compareceram para trabalhar, porém em número insuficiente para garantir aulas em todas as turmas e horários.

Na Escola Senhor Carvalho, apenas os bolsistas deram aulas, ainda assim, com tempo reduzido, acabando bem antes do horário previsto, mas para totalmente na terça e quarta.

A Escola CAIC teve aula normalmente no turno da manhã. Naquela escola, das 16 turmas de fundamental I, do 1º ao 5º anos, apenas 2 foram dispensadas por terem professores efetivos lotados, as demais são de professores bolsistas que não aderiram à paralisação. No turno da tarde as aulas foram totalmente canceladas e só retornam na quinta-feira, dia 20 de março.

A Escola Tia Amélia também paralisou totalmente, uma vez que funciona com um número muito reduzido de bolsistas em sala de aula.

Nas escolas Engenheiro Vicente Batista, Levy Carvalho, Padre Sampaio, Agripina Portela e Carlota também não houve aulas. O CEEP Ferdinand funcionou com aplicação de provas nesta segunda (17), porém paralisa tudo nesta terça e quarta.

Escola Agripina Portela (Foto: reprodução)

Escola Agripina Portela (Foto: reprodução)

As aulas só retornam ao normal nesta quinta-feira, 20 de março nas escolas públicas do município de José de Freitas, assim como em todo o Brasil.

Da Redação

 


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO