Portal Revista Opinião

Em reunião mediada por MP, empresa São Joaquim e movimento não entram em acordo; PI-113 continuará sendo interditada

Matéria publicada em, 3 de outubro de 2013

Em reunião na manhã desta quinta-feira (03/10), na sede da Promotoria Pública de José de Freitas, o empresário Erisvaldo Barroso, representante da empresa de ônibus São Joaquim, não chegou a um acordo sobre o valor cobrado das passagens entre as cidades de José de Freitas e Teresina pela referida empresa. A reunião foi feita com representantes do movimento que tem interditado a PI-113, impedindo os ônibus da empresa São Joaquim de circular de José de Freitas a Teresina, na presença do Promotor Flávio Teixeira e de outras autoridades.

Movimento promete continuar neste fim de semana

Movimento promete continuar neste fim de semana

A proposta do movimento seria unificar a cobrança de 3 reais para estudantes e trabalhadores usuários da empresa. O   empresário não aceitou a proposição, porém se comprometeu a manter até novembro deste ano de 2013 a tarifa de 3 reais para estudantes com carteiras fornecidas pela Prefeitura de José de Freitas e de 4 reais para os trabalhadores.

Na reunião, representaram o movimento os professores Osvaldo José, Maria Antônia Saraiva, Jaílson Oliveira e João Paulo. Representando os usuários estavam os trabalhadores Pedro Ferreira da Silva e Bento Ferreira da Silva e a estudante Luana da Rocha Araújo. Os vereadores Antônio da Costa Monteiro, presidente da câmara de vereadores de José de Freitas, e Alfredo Holanda, também participaram do encontro. Um termo de compromisso foi assinado pelas partes. Veja:

1-vert

Segundo líderes do movimento, a rodovia continuará sendo interditada nesta sexta-feira e sábado, a partir das 5h da manhã, apenas para os ônibus da empresa São Joaquim.

Da Redação


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO