Em José de Freitas, escola Tia Amélia realiza palestra sobre namoro na adolescência

Matéria publicada em, 21 de setembro de 2013

Teve início nesta sexta-feira (20/09) o projeto “Palestras na Escola” de iniciativa da Escola Municipal Tia Amélia, em José de Freitas-PI. O projeto atende todos os alunos da escola, que oferece ensino fundamental I e II nos turnos matutino e vespertino.

Foto: José Wellington
Foto: José Wellington

Pela manhã, os alunos do ensino fundamental I, do 1º ao 5º ano, participaram atentamente da palestra sobre o tema “Bullying e suas consequências”, realizado em parceria com o Conselho Tutelar da Criança e do Adolescente (CTCA). A apresentação do tema foi conduzida pelo conselheiro tutelar Welington Marley, que discorreu brilhantemente sobre o assunto, colocando os conceitos, as causas e as consequências, os diversos tipos (cyberbullying, homofóbico, religioso, entre outros), bem como as medidas a serem tomadas por quem se sente vítima de bullying.

À tarde, dessa vez para os alunos do ensino fundamental II, ou seja, do 6º ao 9º ano, o tema discutido foi “Sexualidade: puberdade e namoro na adolescência”. Com atenção dos alunos o tema foi amplamente explanado por uma equipe de convidados da Secretaria Municipal de Saúde, coordenado pela enfermeira Zaira, do Programa Saúde na Escola, com participação da enfermeira Emannuella Santos e a pedagoga Suelly Farias, apresentaram o tema ao público adolescente da escola. Atentamente, alguns alunos interagiram com o tema, colocando seus conhecimentos sobre a temática.

“A escola está de parabéns. É uma ótima iniciativa trazer temas como este para dentro da escola, discutir a realidade que a cerca e tentar dar uma luz sobre como lidar responsavelmente com as mudanças do corpo e seus desejos nessa fase de adolescência. Estaremos à disposição da escola sempre que precisar”, disse Zaira, coordenadora do programa na secretaria de saúde.

Segundo a diretora, Livramento Nunes, o projeto vai trazer diversas temáticas para serem discutidas dentro da escola durante todo este segundo semestre letivo. “São palestras, conversas e bate-papos que possibilitam aos nossos alunos e a toda a comunidade escolar uma maior conscientização de como se portar responsavelmente diante de sua realidade. Para os menores abordaremos temas voltados às crianças, como o ‘bullying’, ‘puericultura e drogas’ e ‘indisciplina na escola’. Aos maiores, levaremos à discussão além deste de hoje, outros temas relevantes, como ‘a família e sua responsabilidade na educação e formação dos filhos’, ‘drogas’, ‘trânsito’, ‘religião’ e ‘meio ambiente’. O projeto acontece soba coordenação dos professores, que foram divididos em equipes, responsabilizando-se pelos palestrantes de cada temática, ficando a logística por conta da gestão escolar.

“Nossa proposta de trabalhar com projetos é para trazer mais motivação aos alunos. Por outro lado, sabemos que é uma proposta diferente, mas determinante para a aquisição da aprendizagem, pois proporciona ao aluno posicionar-se de maneira crítica, criativa, reflexiva e construtiva frente à família, à própria escola e à comunidade nas soluções dos problemas. É refletir o real”, finalizou a diretora.

Imagens: José Wellington
Imagens: José Wellington

Da Redação


Revista Opinião