Diretório Regional do PT poderá revê coligação do partido em José de Freitas

Matéria publicada em, 4 de julho de 2012

Em reunião extraordinária na noite da última terça-feira (3), a executiva estadual do Partido dos Trabalhadores definiu a situação em quatro municípios com cenário político em aberto para as eleições municipais. Os casos analisados são em José de Freitas, São Raimundo Nonato, Ipiranga do Piauí e Paulistana.

José de Freitas

Na reunião o PT deliberou a situação da chapa proporcional em José de Freitas. Ficou decidido que haverá chapa pura para vereador. No acerto que o PT havia feito na cidade, além de indicar o nome do vice na chapa do atual prefeito, Ricardo Camarço, também iria lançar chapa pura para vereador, porém não foi o que aconteceu.

Em José de Freitas, o partido acabou entrando numa coligação proporcional com o PMDB, o que deixou muitos petistas descontentes. A coligação ocorreu por pressão feita pelos peemedebistas ao atual gestor, que alegaram que o PT já havia sido contemplado com a candidatura de vice, portanto, deveria ceder na proporcional. O PMDB corria o risco de não encontrar parceiros para compor com a legenda em coligação proporcional.

Os outros casos

No município de São Raimundo Nonato, o acordo previa que Padre Herculano (PT) abriria mão da reeleição para apoiar Beto Macedo (PSB), desde que o vice na chapa fosse indicato pelo PT. “Como não foi respeitado esse acordo, a Executiva decidiu, por unanimidade, que lá vai lançar candidatura própria”, explicou ao Cidadeverde.com o presidente da executiva estadual, deputado Fábio Novo.

Em Ipiranga do Piauí, havia um impasse sobre quem apoiar na chapa majoritária. O PT estadual decidiu que será feita aliança com o PSB, do candidato Thiago Rego.

Já em Paulistana, a divisão era entre o apoio a Marozan Carvalho, do PDT, ou Didiu, do PTC. Por unanimidade, o candidato do PTC será apoiado pelos petistas.

Fonte: cidadeverde


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO