Portal Revista Opinião

DILMA E O JOGO PARA A PLATEIA!

Matéria publicada em, 31 de julho de 2011

Carlos Vereza, ator brasileiro

Como o cinismo corrompe o caráter… A faxina da Dilma não passa de mistificação em cima de um “partido” do baixo clero, sem nenhuma expressão a não ser formar números para aumentar o fisiologismo da base “aliada”, enquanto aguardam a volta do grande Capo, o palanqueiro responsável pelas inacreditáveis roubalheiras jamais vistas neste pobre país!


Por que não faxinar o PMDB? Por que impedir a CPI sobre o Mercadante-dossiê, mais a inacreditável tarefeira Ideli Salvati? E que tal averiguar a promiscuidade entre público e privado no governo de Jaques Wagner, na Bahia, com um secretário “extraordinário”, que não por coincidência é proprietário de empresas de engenharia? Para quê licitação?

Dilma não é inocente: quando de sua permanência na Casa Civil, ela já conhecia a corja toda, e Pagot, covarde, não teve a coragem de ratificar o que insinuara antes: que o superfaturamento “bafejara” a campanha eleitoral da senhora Dilma que está, como seu mentor, jogando para platéia…

E a “nova classe média”, que acreditou no palanqueiro e agora está arcando com a maior inadimplência sem poder honrar seus compromissos? Confiram na Serasa!

Quadrilha! Impossivel encontrar outra denominação para esses bucaneiros que pretendem a permanência indefinida no poder!

Autor: Carlos Vereza, ator brasileiro

Por Aerton Tingaúna

Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO