Diácono Antonio Primo lança livro em noite muito prestigiada

Matéria publicada em, 16 de maio de 2011

Antônio Primo, cidadão e diácono: exemplo de vida e retidão

Diácono Antonio Primo e sua obra "O Missionário e a Missão"

O Diácono Antônio Primo realizou neste domingo (15\05\11) o lançamento de seu Livro “O Missionário e a Missão”, que conta a história dos padres que passaram pela Paróquia de Nossa Senhora do Livramento (PNSL) de 1948 até os dias atuais. O Lançamento ocorreu no Centro Paroquial, ao lado da igreja, às 21 horas, logo após a missa dominical das 19 horas. O evento foi aberto ao público e foi bastante prestigiado. Após a cerimônia de lançamento, foi servido um coquetel para os presentes.

Livro histórico-religioso "O Missionário e a Missão" - autor: Diácono Antonio Primo

Biografia

Nascido na zona rural de José de Freitas, em 15 de maio de 1938, na localidade Madeira Cortada, próximo ao Pai Luiz, o oitavo de uma família de 11 irmãos, filho dos saudosos Sr. Antônio Lili da Costa e Sra. Antônia de Abreu, Antônio Primo da Costa, 73 anos, construiu sua vida baseado na retidão, no trabalho, na honestidade, na ética e na assistência ao próximo.

Antônio Primo iniciou sua vida ainda no campo, por volta dos 6 anos de idade, quando começou ajudando seu pai na roça. Posteriormente, adquiriu a profissão de carpinteiro, permanecendo até os 21 anos nesta profissão. Em 1961 casou-se com a senhora Maria dos Prazeres Santana, professora das letras, com  quem permanece casado há 50 anos.

Após seu casamento, mudou-se para a fazenda São Domingos para morar com a esposa. Em 1969 fez um curso na área da saúde e logo começou a trabalhar como enfermeiro no 1º posto de saúde da zona rural de José de Freitas na Fazenda São Domingos. Sua contribuição na saúde durou oito anos, de 1969 a 1977. Depois fez um concurso de auxiliar de serviços gerais na Fundação SESP e veio trabalhar na sede da cidade, de 1977 a 1978. Nesse mesmo ano, concluiu o curso técnico em contabilidade e foi trabalhar nesta área durante os 19 anos seguintes. Nesses anos, manteve o maior escritório de contabilidade de José de Freitas. Concomitante com a contabilidade manteve uma escola de mecanografia e datilografia, a única da cidade, e entrou para a carreira política.

Em 1982 concorreu ao legislativo municipal elegendo-se o 2º mais bem votado vereador da cidade, um feito para aquela época, com 595 votos. Permaneceu na Câmara Municipal de 1982 a 1988 fazendo com responsabilidade o papel de oposição.

Em 1978 recebeu do subtenente Zeferino Araújo o comando do Atlético Clube Brasil, onde ficou até 1983. Com o Brasil, percorreu por todas as cidades vizinhas, como Altos, Campo Maior, União, Teresina, Barras e Timon. O Time era uma espécie de seleção local. Fizeram parte no Brasil nomes como Ranulfo, Pedro Paulo, Nailton, Chicão, Ulisses (Ioioi), Manoelzinho, Rivanildo, Zé Tibúrcio, Nena, Lemos Monte e outros. No time ainda ajudou a revelar nomes na época juvenis como Nonatinho, Saraiva, Everardo, Das Neves e Éssio.

Em 1991 tornou-se Ministro da Eucaristia. Na época, em seus trabalhos na igreja, ficou muito amigo do padre da Paróquia de N. S. do Livramento, o Pe. Alves, que o convidou para fazer um curso de eucaristia. Em 1993, Pe. Duarte, que estava à frente da paróquia, convidou-lhe para ser diácono permanente. Em 1995 prestou vestibular e foi estudar teologia na Universidade Federal do Piauí. Durante o seu curso, em 21. 12. 1996, foi ordenado diácono permanente pelo bispo da época D. Abel. De lá para cá tem viajado por todo o Brasil levando o nome da igreja. Aos 73 anos, que fez neste dia 15/05/11, continua estudando e atualmente está fazendo o curso de espanhol na UFPI. Hoje, Antonio Primo permanece na diaconia, auxiliando os padres nas missões da igreja da Paróquia de N. S. do Livramento em José de Freitas, Piauí.

O livro

Seu livro “O missionário e a Missão” conta a história de todos os padres que passaram pela Paróquia de N. S. do Livramento desde 1948. Foram 11 padres ao todo. A idéia de fazer o livro veio de quando ainda estudava teologia na UFPI. Nessa época, ele e o seu grupo de estudos foram designados por um professor a fazer um trabalho contando a história dos Papas até então existentes na igreja Católica. Porém não havia fonte de pesquisa. Passou, então a imaginar como seria se futuramente as pessoas quisessem saber sobre a história da PNSL e não tivessem registros escritos. Decidiu, a partir daí, escrever um livro com a história dos padres da paróquia, para que possa servir de leitura nas escolas atualmente, como também como fonte de pesquisa. Para encontrar subsídios para escrever seu livro, Antonio Primo encontrou muitas dificuldades, principalmente pela falta de registros. Então, baseado nos poucos registros que encontrou, e principalmente, escutando as pessoas mais idosas, seu livro foi concluído.

Apesar de não ter recebido nenhum patrocínio, o Diácono Antonio Primo pretende escrever outros livros, inclusive já iniciou sua segunda obra, tendo a história da PNSL como tema. Seria uma complementação à sua primeira obra.

Parabéns, Diácono Antonio Primo da Costa, por seu exemplo de vida, mas também por esta obra, “O Missionário e a Missão”, que o imortalizará para sempre.

Da Redação

(Este texto foi baseado numa entrevista feita ao diácono Antonio Primo, em sua residência na Rua Antonio da Costa Carvalho, centro de José de Freitas, no 13\05\11, por Eduardo Cardoso e Edgar Saraiva. Contou também com a colaboração de sua sobrinha Francisca das Chagas Alves da Costa Cardoso)

Veja fotos da vida do autor e do evento de lançamento do livro:

 

Vereador Antonio Primo em encontro regional de vereadores - 1983
Antonio primo comandando o time do Atlético Brasil - 1982
Antonio Primo na formatura do curso superior em Teologia - UFPI 1999
Ordenação como Diácono Permanente - 1996
Em almoço na cidade de Frankfurt na Alemanha - 1998
Na Catedral de Aparecida/SP - 2008

Ao lado da esposa em noite de autógrafos no lançamento do livro "O Missionário e a Missão" - 15/05/2011
Autografando seu livro para os amigos Sheila e Luís Alves
Autografando seu livro para os amigos Pedro Paulo e Vera Regina
Com o amigo Edgar Saraiva
Ao lado da esposa autografando seu livro para o amigo Edimilson Oliveira
Escrevendo uma dedicatória ao amigo Marquin
Autografando o livro para o amigo Ronaldo Chaves

 


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO