“Delegacias do interior viraram sucatas”, denuncia Sinpolpi

Matéria publicada em, 22 de fevereiro de 2017

O Sindicato dos Policiais Civis do Piauí (Sinpolpi) denuncia que delegacias do interior do Estado estão virando verdadeiras sucatas devido a quantidade de veículos apreendidos nos pátios. Constantino Júnior, presidente do Sinpolpi, explica que a situação foi verificada durante vistoria. Além do acúmulo de veículos, ele denuncia ainda outros problemas que, inclusive, serão relatados ao Ministério Público do Trabalho.

Constantino Junior (imagem: O Dia)

“Percebemos infiltrações, a parte elétrica e hidráulica comprometidas, muitos veículos nos pátios das delegacias que estão servindo como sucatas, presos que continuam sendo alimentados pelas famílias, pois o Estado não fornece alimentação, além de um baixo efetivo de policiais civis”, elenca Constantino Júnior, presidente do Sinpolpi.

Segundo o Sinpolpi, a situação seria semelhante também nos distritos policiais da Capital.

“Em Teresina, por exemplo, o prédio do 2º DP é da década de 70 e passou apenas por algumas reformas. A estrutura precisa ser demolida e construído um novo prédio usando todo o terreno para que possa atender a população. A violência cresceu e a Polícia Civil precisa de um planejamento mais estruturado”, reitera Constantino Júnior.

A Secretaria Estadual de Segurança reconhece os problemas e assegura que medidas emergenciais já foram adotadas, os chamados “paliativos”.

“Temos mais de 100 unidades da Polícia Civil que serão reformadas ao longo de 2017. A questão dos veículos é uma questão que a gente tem discutido junto com o Judiciário. Estamos marcando uma audiência com o corregedor do TJ-PI em relação ao recebimento destes veículos”, disse o delegado geral de Polícia Civil, Riedel Batista.

Além da reforma e construção de novos distritos policiais, Riedel Batista frisa que algumas delegacias vão mudar de prédio ainda este ano.

Fonte: Cidade Verde


Revista Opinião