Decretada prisão de dois suspeitos da morte do jornalista Décio Sá

Matéria publicada em, 27 de abril de 2012

Foi decretada, na noite de ontem (26), a prisão temporária de Fábio Roberto Cavalcante Lima, o “Fabinho”, e Valdenio José da Silva, ambos suspeitos de participarem do assassinato do jornalista Décio Sá na última segunda-feira (23). A prisão foi decretada pela juíza Alice de Sousa Rocha, titular da 1ª Vara do Tribunal do Júri, que, também, concedeu o mandado de busca e apreensão.

Fábio Roberto seria um dos três suspeitos que deram fuga ao assassino do jornalista Décio Sá. O nome do suspeito aparece em diversos depoimentos de testemunhas do crime, colhidos pela comissão de delegados que cuida do caso.

Valdenio da Silva, segundo a decisão da juíza, foi encontrado portando, ilegalmente, um revólver calibre 38, sendo autuado em flagrante na quarta-feira (25).

Ainda no pedido de prisão temporária, válida por 30 dias, e apreensão domiciliar, a juíza afirma que o crime “apresenta características de pistolagem”.

O caso

Segundo informações, um homem aproximou-se do jornalista e atirou seis vezes com uma pistola ponto 40, arma de uso restrito da polícia. Dois disparos atingiram as costas e quatro a cabeça do jornalista. Logo em seguida, o assassino fugiu do local do crime em uma moto com um comparsa.

Nas dunas próximas ao local do crime, o assassino entrou em um carro, que estava à sua espera. Mais dois homens o aguardavam.

Disque-Denúncia

O Disque-Denúncia está oferecendo R$ 100 mil por qualquer informação que leve a polícia a elucidar o assassinato do jornalista Décio Sá. O valor em dinheiro foi conseguido a partir de doações de dois empresários.

Qualquer informação sobre os autores e mandantes do assassinato do jornalista pode ser repassado ao Disque-Denúncia. Os telefones são o (98) 3223-5800 (capital) e 0300-313-5800 (interior).

Fonte: Imirante.com


Revista Opinião