Portal Revista Opinião

Cristiano Ronaldo vence prêmio Bola de Ouro de 2014 e leva título de melhor do mundo pela 3ª vez

Matéria publicada em, 12 de janeiro de 2015

E deu o favorito. O português Cristiano Ronaldo recebeu nesta segunda-feira o prêmio Bola de Ouro de melhor jogador do Mundo em 2014. Ele superou nos votos o Lionel Messi e Manuel Neuer. O português ficou com 37,66% contra 15,76% do argentino e 15,72% do alemão.

CR 7

Foi a terceira vez na carreira que o meia-atacante leva o prêmio. Ele já havia vencido em 2008, quando jogava pelo Manchester United, e em 2013, já no Real Madrid. Ronaldo, aliás, é o quinto atleta na história a levar o prêmio ao menos três vezes.

Além disso, o camisa 7 se torna o sétimo a faturar a Bola de Ouro duas vezes de forma consecutiva. Antes dele, Messi, Johan Cruyff, Michel Platini, Marco Van Basten, Kevin Keegan e Karl-Heinz Rummenigge também conseguiram o feito.

O prêmio consolida um ano quase perfeito para o atleta. Ele marcou incríveis 61 gols em 60 jogos oficiais, sendo 38 no Espanhol e 13 na Uefa Champions League, e foi um dos líderes do Real na conquista do troféu da principal competição interclubes do mundo.

“Quero agradecer a todos, ao treinador, aos companheiros e ao presidente. Foi um ano inesquecível, tanto no coletivo e pessoal. Ganhar um troféu com esta dimensão é único, estou muito feliz. Me dá motivação para continuar a trabalhar. Obrigado a minha mãe, ao meu filho, aos meus irmãos e ao meu pai que está me vendo de cima. Realmente é inesquecível ganhar três vezes esta bolinha. Posso alcançar o Messi na próxima temporada”, disse Ronaldo, ao ganhar sua terceira Bola de Ouro na carreira.

Veja quais foram os votos dos principais técnicos e jogadores para a Bola de Ouro

A maior parte dos treinadores e capitães das grandes seleções votaram em companheiros ou ex-companheiros de trabalho na premiação da Bola de Ouro. Neymar, por exemplo, votou em Lionel Messi, seu parceiro no Barcelona, com Cristiano Ronaldo e Javier Mascherano nos segundos e terceiros lugares. Dunga, técnico da seleção brasileira, escolheu Neymar como o melhor do mundo, com Ronaldo e Ibrahimovic na sequência.

Melhor jogador do planeta pela terceira vez, Cristiano Ronaldo recebeu votos de nomes como: Vicente Del Bosque, Fernando Santos (técnico de Portugal), Antonio Conte, Didier Deschamps, Jorge Sampaoli, Iker Casillas, Lewandowski, Buffon, Lloris, Rooney e Dzeko.

Ainda líder absoluto no número de conquistas da Bola de Ouro, com quatro, Messi recebeu os votos de Ibrahimovic e Tata Martino, seu técnico na seleção argentina. Neuer, terceiro colocado na eleição desta segunda-feira, foi escolhido como o melhor do mundo por Schweinsteiger, Honda, Joachim Low, Claudio Ranieri, Fabio Capello e Jurgen Klinsmann.

Alguns nomes conhecidos, contudo, deram votos curiosos. O técnico da Inglaterra, Roy Hodgson, escolheu Mascherano como o merecedor da Bola de Ouro. Cristiano Ronaldo votou em Sergio Ramos, zagueiro do Real Madrid, enquanto o uruguaio Diego Godín preferiu Diego Costa, seu antigo colega no Atlético de Madri. Radamel Falcao e Lionel Messi, por sua vez, preferiam os companheiros de seleção James Rodríguez e Angel Di Maria.

Veja alguns dos votos dos principais capitães e técnicos:

Neymar – Messi, Cristiano Ronaldo e Mascherano
Messi – Di Maria, Iniesta e Mascherano
Cristiano Ronaldo – Sergio Ramos, Bale e Benzema
Rooney – Cristiano Ronaldo, Kroos e Bale
Buffon – Cristiano Ronaldo, Messi e Neuer
Schweinsteiger – Neuer, Lahm e Muller
Ibrahimovic – Messi, Neuer e Cristiano Ronaldo
Casillas – Cristiano Ronaldo, Sergio Ramos e Muller
Dunga – Neymar, Cristiano Ronaldo e Ibrahimovic
Tata Martino – Messi, Di Maria e Mascherano
Roy Hodgson – Mascherano, Lahm e Neuer
Vicente del Bosque – Cristiano Ronaldo, Lahm e Sergio Ramos
Fabio Capello – Neuer, Cristiano Ronaldo e Messi
Joachim Low – Neuer, Lahm e Schweinsteiger
Jurgen Klinsmann – Neuer, Cristiano Ronaldo e Robben
Didier Deschamps – Cristiano Ronaldo, Neuer e Benzema

Sem o título da Copa, Messi faz balanço de 2014: ‘Sensação amarga’

Lionel Messi terminou como o segundo melhor jogador do mundo, segundo a eleição da Bola de Ouro da Fifa, que teve seu resultado divulgado em cerimônia de gala em Zurique, nesta segunda-feira. O vice foi o mesmo resultado do atacante na disputa da Copa do Mundo, algo que o fez avaliar com certa tristeza seu ano de 2014.

messi“Ficou uma sensação amarga de não ter conquistado o Mundial. Por pequenos detalhes não conseguimos. Fico com o fato de ter ficado muito perto de algo tão importante”, declarou o astro do Barcelona em entrevista exclusiva à ESPN Argentina.

A dor de ter perdido para a Alemanha na final da Copa de 2014 pode ser em parte superada caso venha a conquista da Copa América, que será realizada no Chile neste ano entre junho e julho.

“Faz muito tempo que a Argentina não ganha uma Copa América. É um objetivo muito lindo e uma grande oportunidade para que o grupo volte a ter sua revanche. Falar de justiça no futebol é complicado. Este grupo merece levantar um troféu”, disse.

Messi ainda comentou sobre o momento no Barcelona, que tem convivido com um momento turbulento, até por um suposto desentendimento do jogador com o técnico Luis Enrique. Depois da vitória sobre o Atlético de Madri por 3 a 1, na qual o camisa 10 teve grande atuação, ele negou e se irritou com o assunto.

“Falei para dizer a verdade. Em Barcelona sempre se filtra muita informação, mas me incomoda quando não são verdades. Nunca saí a desmentir nada, e ontem pensei que era o momento de parar um pouco isso. Todo o vestiário estava mal pelas informações falas e mal intencionadas”, afirmou.

Neymar fica com sétima colocação no prêmio Bola de Ouro da FIFA

O brasileiro Neymar não ficou entre os finalistas ao prêmio Bola de Ouro da FIFA, mas foi lembrado na votação. O atacante do Barcelona foi escolhido o melhor jogador de 2014 por seis eleitores, com 2,21% do total de votos, e ficou na sétima colocação.

neimar

Votaram em Neymar os técnicos Bin Haji Ali Dayem (Brunei), Jean Nesley (Bahamas) e Aliva Uinifareti (Samoa). O capitão da seleção de Samoa, Luvu Rafe Talalelei, e o jornalista escolhido de Madagascar, Rabary Clément, também elegeram o brasileiro como o melhor do mundo de 2014.

Além disso, Neymar também ficou na seleção reserva, eleita pelos sindicatos vinculados ao FIFPro (o sindicato mundial de jogadores), existente em 70 países diferentes.

Mesmo com chances de estar na seleção ideal, Neymar não esteve na Festa de Gala da Fifa realizada em Zurique, na Suíça. Enquanto a entidade realizava o evento, o brasileiro participava do lançamento de um torneio na Turquia.

Neymar marcou presença nas últimas quatro edições da Bola de Ouro, por ter concorrido ao Prêmio Puskás, entregue ao autor do gol mais bonito da temporada. Em 2011, ele ficou com a primeira colocação por um gol marcado contra o Flamengo, quando ainda jogava pelos Santos.

Da Redação                                      Fonte: MSN


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO