Criança cega e desnutrida é resgatada de cárcere privado em cidade do Piauí

Matéria publicada em, 7 de fevereiro de 2013

Uma equipe da polícia civil de Uruçuí, comandada pelos delegados Marcos Zanatta e Francisco Rodrigues, realizou diligência na manhã de hoje (07), para cumprir mandado de busca e apreensão expedido pela justiça daquela cidade.

De acordo com o delegado regional Francisco Rodrigues, a operação foi realizada por volta das 6h de hoje, na residência do casal Maria Charlene e Rudialen, localizada no centro da cidade. Ao chegarem ao local, a polícia encontrou a garotinha L. S. S. de apenas 8 anos, vivendo em situações subumanas.

1

Após o flagrante, foram presos o proprietário da residência e padrasto da criança, identificado como Rudialen, o “Flecha”, e a mãe, identificada apenas como Maria Charlene, que está grávida de quatro meses e tem outra filha de aproximadamente 10 anos.

A criança estava em um quarto muito pequeno e totalmente suja, em estado de desnutrição. O mau cheiro na residência era insuportável. “A residência não tem água e nem energia elétrica”, disse o delegado. O casal foi conduzido a delegacia de Uruçuí e a criança encaminhada com urgência ao hospital regional para ser medicada.

2

A criança, que é deficiente visual, está em estado de choque e não fala. Ela está internada e aguarda agora decisão da justiça. As próprias enfermeiras se encarregaram de conseguir algumas roupas para a criança que parece que sempre viveu despida.

Ainda segundo o delegado, o casal é usuário de drogas. A polícia e o conselho tutelar farão relatórios a serem encaminhados ao ministério público pedindo providencias sobre o caso.

3

Nesta sexta-feira (08), será realizada uma entrevista coletiva com o Delegado Geral James Guerra, o delegado Marcos Zanatta e o Delegado Regional Francisco Rodrigues, que também participou da operação, para elucidar a situação. Além deste caso, também será divulgado um balanço da repressão ao tráfico na região.

Da Redação                                                    Fonte: portaldeuruçuí


Revista Opinião