Portal Revista Opinião

Copa América: tropeço da rival Argentina faz Brasil abrir olhos contra saco de pancadas

Matéria publicada em, 2 de julho de 2011

A história aponta a Venezuela como um “saco de pancadas” da Seleção Brasileira. Adversária do Brasil neste domingo, às 16h, em La Plata, pela Copa América, a Vino Tinto jogou contra o time verde e amarelo em 20 oportunidades. Perdeu 18 partidas, empatou uma e saiu vencedora apenas uma vez.

Neymar e Lucas, a nova geração da seleção brasileira de futebol

O número de gols da Seleção Brasileira sobre a Venezuela reforça ainda mais esse status. Foram 82 gols pró contra apenas seis sofridos. Apesar desse cenário favorável, o tropeço da anfitriã Argentina, que empatou com a Bolívia por 1 a 1, serve de lição para a equipe canarinho não entrar de salto alto neste domingo.

– No futebol não existe mais adversário fraco. Com a qualidade que temos, nós é que podemos fazer o jogo ficar mais fácil ou mais difícil. O objetivo é fazer com que seja um jogo de controle absoluto nosso. Os times hoje não ganham com a camisa, é preciso suar e lutar pelas vitórias – declarou Daniel Alves.

Na história da Copa América, Brasil e Venezuela já se encontraram cinco vezes, com cinco triunfos brasileiros. Na Copa América de 1975 foram dois confrontos: 4 a 0 em Caracas e 6 a 0 em Belo Horizonte. Em 1987, na Argentina, mais um 5 a 0. Já em 1989, em Salvador, 3 a 1. E em 1999, no Paraguai, goleada por 7 a 0.

Curiosamente, os dois tropeços da Seleção Brasileira contra a Venezuela ocorreram recentemente, na era Dunga. O primeiro deles, a derrota por 2 a 0, foi em um amistoso em 2008, em Boston, nos Estados Unidos. E em 2009, na última rodada das eliminatórias, um empate por 0 a 0 em Campo Grande-MS.

– Cada vez mais temos poucas galinhas mortas no futebol e a Venezuela não está entre elas. Eles têm trabalhado duro nos últimos anos e vimos um jogo equilibrado no amistoso contra a Espanha (derrota por 3 a 0 em junho). É uma seleção que vai tentar fazer seu papel. Espero dificuldade para a Seleção Brasileira – disse Mano.

A provável escalação do Brasil para o duelo com a Venezuela é: Julio César; Daniel Alves, Lúcio, Thiago Silva e André Santos; Lucas Leiva, Ramires e Paulo Henrique Ganso; Robinho, Neymar e Alexandre Pato.

Fonte: g1


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO