Portal Revista Opinião

Assaltantes do banco do Brasil de Luzilândia são presos e um é morto pela polícia

Matéria publicada em, 16 de maio de 2011

Neste domingo (15), em perseguição à quadrilha que no dia 3 de maio deste ano assaltou a Agência do Banco do Brasil, na cidade de Luzilândia-PI, três assaltantes foram presos e um foi morto durante confronto com a Polícia. Na operação foram recuperados 800 mil reais.

Durante a manhã deste domingo (15) houve tiroteio entre policiais e os assaltantes. Já no início da tarde, a Polícia anunciava a prisão de outros dois assaltantes e a morte de um terceiro. Os detidos são Eduardo e Wagner Paulista. O assaltante Eduardo morreu durante o tiroteio. As buscas ainda persistem, já que um último assaltante segue foragido. Conforme informação do coronel Rubens Pereira, o assaltante é conhecido como Neguinho. Ele permanece dentro da mata, nas proximidades de Pequizeiro e sendo procurado pelos policiais que estão na região desde o dia do assalto.

Dos bandidos que participaram do assalto na Agência do BB de Luzilândia-PI, foram mortos Maylson Alves, cujo corpo foi sepultado em União-PI, e Eduardo, que morreu no tiroteio com a Polícia, neste domingo (15 de maio de 2011). Estão presos acusados de ter participado do assalto, os bandidos Anderson Cabeção, Ricardo Duzzy e Wagner Paulista. A Polícia apreendeu além dos 800 mil reais que os bandidos levaram da Agência do BB de Luzilândia, uma escopeta calibre 12, um revólver calibre 38, uma pistola 380, um fuzil russo HK e outro fuzil 762. Os assaltantes estavam com o dinheiro dentro de dois sacos. O trabalho de investigação do assalto é realizado por policiais da Comissão Investigadora do Crime Organizado no Piauí.

No assalto, há 12 dias, os bandidos mataram o gerente Humberto Veloso e o próprio comparsa, o assaltante Maylson Alves. Da quadrilha, resta agora apenas um foragido, que é conhecido por Neguinho.

Nesta madrugada o líder da quadrilha que assaltou o banco, Anderson, mas conhecido como Cabeção, foi preso pela polícia. Com ele foram presos a mulher do assaltante, conhecida como Nenem, e um homem de nome Walter. Os dois davam apoio logístico a Cabeção, no seu esforço de fuga.

Conforme informação do Coronel Rubens Pereira, comandante da Polícia Militar do Piauí, o líder da quadrilha havia escapado do cerco policial montado após o assalto e atravessou o Parnaíba, para o lado do Maranhão. As buscas tiveram continuidade no vizinho estado. A prisão aconteceu por volta de 3h30 deste domingo (15/05), quando também foram presos o comparsa e a mulher do assaltante.

Anderson Cabeção já tem passagem pela polícia. Em 2005, ele praticou um outro assalto a agência do Banco do Brasil, na cidade de Valença. Na oportunidade ele se disfarçava com farda da Polícia Rodoviária Federal. Curiosamente, em 2005 ele foi preso pelo mesmo oficial que o prendeu neste domingo: o tenente-coronel Wagner Torres.

Da Redação


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO