Arrecadação de impostos e contribuições em 2011 deve atingir novo recorde

Matéria publicada em, 26 de janeiro de 2012

O secretário da Receita Federal, Carlos Alberto Barreto, divulga na próxima sexta-feira (27) os números finais da arrecadação de tributos federais e contribuições previdenciárias no mês de dezembro e o acumulado do ano de 2011.

Impostômetro

 

A estimativa é de que o crescimento na arrecadação no ano passado seja maior que o de 2010 sobre 2009, quando houve aumento de 9,85%. A Receita prevê aumento real entre 11% e 11,50% em 2011 sobre a arrecadação de 2010, de acordo com projeções do próprio Fisco. Com isso, deve ser atingido novo recorde.

De janeiro a novembro do ano passado, a Receita Federal já havia arrecadado R$ 873,275 bilhões, um aumento de 12,23% em relação ao mesmo período de 2010, ou R$ 67,567 bilhões (8,38%) a mais que os R$ 805,708 bilhões gerados em todo o ano anterior.

Arrecadações

No mês de dezembro, tradicionalmente, ocorrem as maiores arrecadações do ano. Em dezembro de 2010, foram recolhidos R$ 90,882 bilhões de impostos e contribuições federais, volume mensal mais alto até agora, com crescimento nominal de 23,03% sobre a arrecadação de dezembro de 2009, ou 16,17% de aumento real, descontada a inflação medida pelo IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo).

Fonte: msn


Revista Opinião