Alunos do Ceep Ferdinand Freitas apresentam espetáculo “O Auto do Natal Nordestino” no Teatro Municipal

Matéria publicada em, 13 de dezembro de 2015

Na noite desta sexta-feira, 11 de dezembro de 2015, alunos do Ceep Ferdinand Freitas apresentaram o espetáculo “O Auto do Natal Nordestino” no Teatro Municipal Barítono Raimundo Pereira na cidade de José de Freitas-PI. A encenação faz parte da amostra das ações desenvolvidas na escola através do Programa Mais Educação.

auto1

“O Auto do Natal Nordestino” foi uma das ações do programa sob a orientação da professora de leitura Conceição Craveiro.

A programação de encerramento das atividades do ano letivo do Programa Mais Educação no Ceep teve ainda a participação de ilustres convidados. Para abrir os trabalhos, os convidados especiais Waldir Neto, Laura Sampaio, Antonio Levy e Lilian Andreia tocaram e entoaram a célebre música natalina “Bate o Sino” além de “Quero ver você não chorar”.

CAM02249

Depois, os alunos Lauvanny Miranda e Joel cantaram a canção “Natal todo dia”. Em seguida, os irmãos Jonan e Elliezi interpretaram a música “Então é Natal” em ritmo sertanejo, acompanhados pelo músico, artista e professor Antonio Francisco.

Por fim, a apresentação mais esperada da noite. Com cenário e figurino perfeitos, os alunos apresentaram para a plateia a peça O AUTO DO NATAL NORDESTINO, onde fizeram parte os estudantes Alisson Mezenga, Vanessa Rocha, Francinara, Willyane Kelly, Pedro Vitor, Victória Costa, Antônio Cardoso, Isayas Reis, Lucas Barbosa, Fabianna Oliveira, Lázaro Sampaio, William Junior, Mateus Marques, Maria Aparecida, Moisés, Luiza, Gabriel Saraiva, Marcos Vitor, Victória Ribeiro e Laiane Carvalho.

aline

Os aplausos foram intensos da plateia formada por alunos, professores, pais de aluno e comunidade. O diretor da escola, Diógenes Sampaio agradeceu a todos os presentes e enalteceu o talento e a disposição dos alunos envolvidos e da professora Conceição Craveiro, que desde o início do ano desenvolvera um belo trabalho junto à escola.

pelça

“Muito bom esses momentos em que a turma interage de uma forma tão bela em um todo. Vou sentir saudades das aulas de teatro”, disse o aluno Isayas Reis.

Da Redação


Revista Opinião