Portal Revista Opinião

Alunos de escolas públicas do Piauí terão uniformes gratuitos

Matéria publicada em, 8 de novembro de 2011

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa do Piauí aprovou por unanimidade o Indicativo de Projeto de Lei de autoria do deputado Antonio Félix (PSD), que institui o Programa Estadual de Distribuição Gratuita de Uniforme Escolar nas escolas públicas do Piauí, para os alunos da educação básica, da pré-escola ao ensino médio.

Alunos das Escolas publicas do Piauí terão uniformes gratuitos

De acordo com o projeto, serão distribuídos gratuitamente 2 uniformes para cada aluno, a cada ano e será proibido veicular qualquer tipo de marketing ou propaganda por meio de cores ou modelos de uniformes, permitindo apenas o uso de símbolos, bandeiras ou palavras que forem as oficiais das escolas e do Estado do Piauí.

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Assembleia Legislativa do Piauí aprovou por unanimidade o Indicativo de Projeto de Lei de autoria do Deputado Antonio Félix (PSD) que institui o Programa Estadual de Distribuição Gratuita de Uniforme Escolar nas escolas públicas do Estado do Piauí, para os alunos da educação básica, da pré-escola ao ensino médio.

De acordo com o projeto, serão distribuídos gratuitamente 2 uniformes para cada aluno, a cada ano e será proibido veicular qualquer tipo de marketing ou propaganda por meio de cores ou modelos de uniformes, permitindo apenas o uso de símbolos, bandeiras ou palavras que forem as oficiais das escolas e do Estado do Piauí.

O programa visa incentivar e ajudar na manutenção do aluno na escola, além de dar mais autoestima ao aluno de baixa renda, e que tanto precisa de meios eficazes e de recursos para que possa desempenhar bem sua missão e futuramente contribuir com o engrandecimento do Estado.

“Hoje no Estado existem várias famílias que têm em seu seio mais de um filho estudando em escolas públicas, o que ocorre é que muitas destas famílias dispõem de parcos recursos, consequentemente  isso compram um ou dois uniformes e os filhos se reversam na utilização deste fardamento, um vai com a farda pela manhã e a mesma farda é utilizada pelo que vai à aula à tarde. Quando o aluno chega no meio do ano letivo, a camisa já se encontra precária e às vezes com remendos e reparos, além de acarretar em desmotivação ao aluno em ir para o colégio sem sua farda obrigatória”, justifica o parlamentar.

O programa visa incentivar e ajudar na manutenção do aluno na escola, além de dar mais autoestima ao aluno de baixa renda, e que tanto precisa de meios eficazes e de recursos para que possa desempenhar bem sua missão e futuramente contribuir com o engrandecimento do Estado. “Hoje no Estado existem várias famílias que têm em seu seio mais de um filho estudando em escolas públicas, o que ocorre é que muitas destas famílias dispõem de parcos recursos, consequentemente  isso compram um ou dois uniformes e os filhos se reversam na utilização deste fardamento, um vai com a farda pela manhã e a mesma farda é utilizada pelo que vai à aula à tarde. Quando o aluno chega no meio do ano letivo, a camisa já se encontra precária e às vezes com remendos e reparos, além de acarretar em desmotivação ao aluno em ir para o colégio sem sua farda obrigatória”, justifica o parlamentar.

Fonte: alepi


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO