Adventistas comemoram o Dia Mundial dos Desbravadores em José de Freitas

Matéria publicada em, 19 de abril de 2012

O Clube de Desbravadores Defensores da Natureza de José de Freitas (PI) estará comemorando neste sábado (28/04), o Dia Mundial dos Desbravadores.

Desbravadores de José de Freitas

 

A comemoração acontecerá no auditório da Igreja Adventista do Sétimo Dia que fica na Rua Juarez Santos, S/N – no centro de José de Freitas. A solenidade terá início às 8h30min. No evento, os Desbravadores farão exposição sobre a história e filosofia do Clube, além de amostras dos objetos do dia-a-dia do Desbravador. A solenidade será aberta ao público em geral. Todos são convidados.

Desbravadores em ações de arborização de vias públicas

Conhecendo os Desbravadores

O Clube de Desbravadores é uma organização internacional mantida pelos Adventistas do Sétimo Dia que proporciona a meninos e meninas entre com idades entre 10 e 15 anos, de diferentes classes sociais, cor, ou religião.

Eles reúnem-se uma vez por semana para aprender a desenvolver talentos, habilidades, percepções e o gosto pela natureza. Vibram com atividades ao ar livre. Gostam de acampamentos, caminhadas, escaladas, explorações nas matas e cavernas. Sabem cozinhar ao ar livre, fazendo fogo sem fósforo. Demonstram habilidade com a disciplina através de ordem unida, e têm a criatividade despertada pelas artes manuais. Combatem, também, o uso do fumo, álcool e drogas.

Caminhada contra as drogas realizada em José de Freitas no ano passado

 

Trabalham em equipe procurando sempre ser úteis à comunidade. Prestam, também, socorro em calamidades e participam ativamente de campanhas comunitárias para ajudar pessoas carentes. Em tudo o que fazem procuram desenvolver amor a Deus e à Pátria e, além disso, fazem muitos amigos. O Clube de Desbravadores está presente em mais de 160 países, com 90.000 sedes e mais de dois milhões de participantes.

O Clube existe, oficialmente, desde 1950, como um programa oficial da Igreja Adventista do 7º Dia. Meninos e meninas de qualquer fé religiosa podem participar do movimento.

Da Redação                                                      Imagens: Fabiano Luz


Revista Opinião