Portal Revista Opinião

Professores da UFPI fazem assembleia para planejar paralisação e greve

Matéria publicada em, 26 de junho de 2011

Professores da Universidade Federal do Piauí realizam assembleia geral nesta segunda-feira (27/06), às 16 horas, na ADUFPI – Associação dos Docentes da UFPI. A finalidade do encontro é discutir atividades para o dia da paralisação anunciada, prevista para 5 de julho, determinando ainda as diretrizes da greve agendada para o mês de agosto próximo.

Mário Ângelo, presidente da Adufpi (foto: portalodia)

No dia 5 de julho está marcada uma reunião das entidades dos servidores federais com o Ministério do Planejamento, Gestão e Orçamento (MPOG). O objetivo da reunião é discutir a pauta conjunta de reivindicações dos servidores federais.

 

A expectativa das categorias é grande em relação à reunião conjunta. Eles esperam que o governo federal aproveite a ocasião para apresentar sua política salarial.

Segundo o presidente da ADUFPI, Mário Ângelo, “a paralisação geral dos servidores públicos federal prevista para o dia 5 de julho faz parte da campanha conjunta. Os professores das universidades federais farão desta data um dia nacional de luta para a mobilização em prol da carreira docente e da construção da greve dos docentes para agosto de 2011. Essa paralisação objetiva, ainda, pressionar o governo a atender as reivindicações das categorias em suas campanhas salariais”.

As entidades dos servidores públicos federais têm demonstrado a disposição de lutar contra o que eles classificam como “políticas de desmonte da educação pública e precarização das condições de trabalho” por parte do Governo Federal.

“Os servidores públicos federais têm reafirmado a unificação do movimento em torno de eixos comuns. Reivindicam que o governo retire do Congresso as Medidas Legislativas que prejudicam os servidores. Entre essas medidas estão: o Projeto de Lei (PL) 549/09, que congela os salários dos servidores públicos por dez anos, e o PL 1992/07, que privatiza a previdência social dessas categorias”, comenta Mário Ângelo.

Fonte: o dia


Revista Opinião
ESPORTES
ENTRETENIMENTO